Quer abrir uma loja virtual?

11 perguntas para responder antes da Black Friday 2021

Black Friday Cyber Monday

Se você tem a sensação de que o período de festas de fim de ano começa cada vez mais cedo, é porque os lojistas estão se preparando para as vendas da Black Friday Cyber Monday meses antes dos consumidores começarem a preparar suas listas de compras.

Mas há um bom motivo para todo esse entusiasmo: segundo o Facebook Brasil, o número de brasileiros dispostos a comprar durante a Black Friday aumentou 29% em relação a 2020. Ou seja, nunca foi tão importante estar a postos para aproveitar um pedaço dessa bolada. No ano passado, as vendas da Black Friday cresceram 25% em relação à edição de 2019 e, mesmo em um contexto de lojas físicas fechadas e isolamento social, 2020 registrou a maior alta histórica do e-commerce.

Ou seja, essa é a hora de lançar sua estratégia de varejo para o fim do ano e dar um toque final nos preparativos. Mas calma, não precisa se desesperar: vamos ajudar você. Preparamos nesse artigo algumas perguntas importantes que você precisa saber a resposta na ponta da língua para enfrentar os envios de pedidos nessas épocas movimentadas que vêm por aí. Vamos começar?


1. O que é Black Friday?

A Black Friday é uma data comercial muito tradicional nos Estados Unidos, com vários descontos em produtos de diversas categorias. Trata-se de um dia inteiro de preços baixos promovida por empresas e lojas de varejo.

Cyber Monday, por sua vez, foi criada com o intuito de promover e aumentar as vendas online nessa época do ano, com ofertas e descontos de até 80%. Apesar do nome cibernético, a venda de produtos eletrônicos não é o único propósito dessa data. O nome tem mais relação com a modalidade de venda, é uma data especial planejada especificamente para compras online em um e-commerce

No Brasil, a Black Friday começou em 2010 e a princípio só envolvia lojas virtuais. Mais tarde, os supermercados passaram a participar, oferecendo descontos em suas lojas físicas, o que incentivou lojas menores a também promoverem liquidações. Atualmente, todas as grandes marcas adotaram o período de promoções e o evento se popularizou.

pessoas com sacolas de compras

2. Que dia é a Black Friday?

A Black Friday acontece na sexta-feira após o Dia de Ação de Graças, que sempre ocorre na última quinta-feira de novembro. Em 2021, ela vai ocorrer dia 26 de novembro, praticamente um mês antes do Natal. Ou seja, você precisa preparar sua loja virtual para essa data tão especial o quanto antes!  

Aqui no blog da Shopify nós temos uma seção especial Black Friday relacionada a essa data, com muitas dicas, exemplos de sucesso e informações importantes que você precisa levar em consideração para organizar sua loja para esse evento.

3. Quais lojas participam?

A pergunta certa é: quais lojas não participam da Black Friday? Com uma pesquisa rápida no Google, podemos ver que as grandes marcas já estão a postos para oferecer descontos e promoções. Quer dizer, os grandes portais de e-commerce, vestuário, produtos de informática, artigos esportivos, artigos para casa e livrarias, principalmente. Mas também temos exemplos de estratégias de vendas de lojas Shopify que estão se organizando para essa grande festa do comércio.

Essa é uma das grandes datas para o comércio. Diante desse momento de pandemia, os hábitos de consumo se adaptaram e houve um aumento das vendas online em todas as datas comerciais importantes – o mesmo vai ocorrer com a Black Friday. Por isso, é tão importante se preparar para essa data: é uma oportunidade de fazer seu nome, fidelizar clientes e estimular a segunda  compra com campanhas de e-mail marketing, por exemplo.

4. Quais produtos têm desconto?

Segundo a pesquisa do Facebook Brasil, a lista de compras dos brasileiros para esse período inclui roupas e acessórios, eletroeletrônicos, smartphones e produtos de informática. Mas isso não significa que outros tipos de produtos não podem participar dessa festa!

Para ajudar você a montar a promoção da sua loja virtual para essa data especial, temos aqui 6 ideias para promoção de Black Friday. E, logo abaixo, algumas dicas de apps que você pode usar para fazer uma promoção de sucesso:

5. Posso anunciar preços diferentes na loja online e na loja física?

Com a pandemia, a atenção dos consumidores se voltou para o digital. Não à toa, o brasileiro descobriu as inúmeras vantagens de comprar online. Além disso, segundo uma pesquisa feita pelo JáCotei, comprar pela internet sai, em média, 16,14% mais barato do que em lojas físicas.

Antonio Coelho, CEO do JáCotei, diz que é natural que os preços nas lojas físicas sejam mais altos, considerando-se os custos com o espaço, água, luz, IPTU e estoque local. Ele lembra que, apesar do crescimento das vendas no e-commerce, a maior parte dos brasileiros ainda fazem compras no comércio tradicional. Um estudo da plataforma Tiendeo confirma isso: 42% dos brasileiros preferem a experiência da loja física à digital

Levando em conta essa fatia considerável do mercado, é recomendável fazer uma promoção de Black Friday na sua loja física também, tendo um comércio unificado. Mas não se preocupe em estabelecer uma diferença de preço entre a sua loja virtual e a sua loja física, isso não representa nenhuma irregularidade. Quem afirma é Cássio Coelho, presidente do  Procon-RJ: "Os preços não precisam ser iguais, mas é fundamental que na loja física o valor do produto, à vista e parcelado, esteja claro para o consumidor para que ele possa comparar e fazer a melhor escolha".

Lembre-se que as lojas virtuais também passam por um aumento de tráfego nessa época do ano, então prepare o seu site testando o tempo de carregamento das páginas e a velocidade do checkout. Se você não estiver satisfeito com o que tem atualmente, provavelmente seus clientes também vão torcer o nariz: um estudo realizado pela empresa Akamai comparou algumas lojas virtuais e notou que os varejistas que fecharam pedidos foram 26% mais rápidos que a média. Também concluiu que 28% dos consumidores não voltariam a acessar sites lentos.

Se você for um lojista Shopify, aproveite e faça um teste agora mesmo para ver se você precisa melhorar a velocidade da sua loja virtual para o movimento de fim de ano.

mulher com sacola de compras

6. Todos os produtos da loja devem estar em oferta?

Um dos maiores erros dos lojistas é aproveitar essa ocasião para simplesmente diminuir os preços de produtos encalhados no estoque, por exemplo. Não cometa esse pecado: pelo contrário, escolha os produtos mais competitivos do seu e-commerce. Negocie com seus fornecedores e reforce o estoque desses produtos específicos. Assim, você vai conseguir bons descontos na aquisição e consequentemente oferecer descontos maiores para seus consumidores.

Se você quer conquistar novos clientes e fidelizá-los, use a Black Friday para oferecer o que a sua empresa tem de mais interessante. Lembre-se que sua concorrência está preparando ofertas atrativas e se você não fizer o mesmo, vai acabar ficando para trás.

Guia Black Friday: 8 estratégias de venda para sua loja + Checklist

Já traçou suas estratégias de vendas para a Black Friday? Confira nossas 8 táticas para esse grande evento de vendas e uma checklist para não esquecer de nenhum detalhe. Bom planejamento!

7. A sua loja está preparada para um aumento dos negócios?

Você pode ir do céu ao inferno nesse fim de ano, tudo depende da previsão acertada (ou não) das suas vendas. Excesso de estoque pode deixar sua loja com muitas mercadorias sem venda, já a baixa de estoque pode levar a oportunidades perdidas.

Use seus dados de vendas do ano anterior, observando atentamente os últimos meses para prever a demanda. Muitas outras variáveis podem afetar o comportamento de compra dos seus clientes, mas a maioria você não pode controlar, como: meteorologia, confiança do consumidor e o clima político. Estar a par de todas as notícias é fundamental, mas se concentre nos fatores que você consegue controlar  os itens que vende, como você apresenta sua marca e a satisfação contínua dos seus clientes.

Se tiver uma loja física, não se esqueça de manter a área do caixa com um estoque tão bom quanto o das suas prateleiras, com muitas canetas, sacolas, fitas, embalagens e cartões presente. Lembre-se, também, de ter dinheiro extra em caixa para facilitar o troco e produtos de limpeza sempre à mão (as lojas podem ficar bem bagunçadas durante o movimento dessa época do ano).

Essa temporada de fim de ano também não termina no Natal. Em 2017, o Google publicou um artigo (disponível somente em inglês) informando que teve 34% mais buscas nos Estados Unidos no dia do Natal do que na Black Friday. Os números do Google também mostraram que 20% de todo o tráfego de dezembro em lojas físicas americanas ocorreu nos seis dias depois do Natal.

No dia 26 de dezembro, os americanos fizeram diversas buscas relacionadas a queima de estoque, pois estavam em busca de benefícios como cartão presente, política de devolução e lembrancinhas para as pessoas que não tinham visto antes do feriado. Portanto, é importante considerar o fator movimento pós-feriado no seu planejamento.

DICA DE LEITURA: especialista dá dicas para uma gestão de estoque eficiente – no Natal e o ano inteiro.

8. Sua equipe está preparada para dar conta do movimento?

loja cheia de clientes

Você provavelmente vai querer aumentar sua força de trabalho contratando funcionários temporários nesse período de alta demanda. Comece oferecendo turnos extras para os seus funcionários atuais; assim você vai ter uma ideia de quantos temporários vai precisar contratar. Destaque-se da concorrência escrevendo um anúncio criativo, mas específico (além disso, peça aos seus funcionários que recomendem pessoal de confiança).

DICA DE LEITURA: saiba mais sobre como preparar sua equipe para o movimento do fim do ano e como contratar trabalho temporário.

Você pode levar até duas semanas para acolher e treinar um novo funcionário, portanto contrate pessoal novo o quanto antes. Lembre-se de considerar a diminuição do volume e das operações devido à curva de aprendizado deles.

Assim que sua equipe estiver organizada, planeje-se e adiante a organização da escala de trabalho: é preciso garantir que haja pessoal suficiente nos horários de pico. Evite que seus funcionários fiquem sobrecarregados com uma escala mal organizada, e não se esqueça de levar em consideração tempo para a arrumação da loja para o dia seguinte, após o fechamento das portas.

9. Que tipo de conteúdo e promoções você vai divulgar?

O marketing de varejo é extremamente competitivo na temporada mais movimentada do ano. Comece planejando seus esforços de marketing criando uma lista de promoções específicas, com datas de início e término, e treinando sua equipe com antecedência. Que tal investir em marketing de referência?

Se parte do seu plano de marketing incluir campanhas de e-mail marketing, considere personalizar esse esforço. De acordo com uma pesquisa de opinião (disponível somente em inglês) realizada pela Autopilot, uma empresa de software para marketing, os consumidores têm uma probabilidade quatro vezes maior de responder a promoções se receberem uma oferta personalizada. A pesquisa também informou que 49% das 1.200 pessoas entrevistadas disseram esperar receber comunicações que sejam relevantes para seus interesses.

Analise seus relatórios de vendas e analytics para descobrir a atribuição de marketing, ou seja: o que os clientes compraram no ano passado, que tipos de promoção tiveram uma resposta melhor e o que funcionou nos períodos anteriores de festas de fim de ano. Depois, separe seus assinantes por segmentos de acordo com parâmetros específicos, como dados demográficos, localização e histórico de compras, para que você possa elaborar mensagens relevantes para cada grupo. Não deixe de incentivar seus clientes sazonais a visitar sua loja novamente incluindo cupons de desconto com data de validade.

DICA DE LEITURA: aprenda a melhorar a qualidade dos seus e-mails com essas dicas de e-mail marketing.

Considere lançar saldões ou promoções planejados para a Black Friday Cyber Monday. Talvez até para o Small Business Saturday, um evento ainda não muito difundido no Brasil, mas que é realizado um dia depois da Black Friday nos EUA, voltado para os pequenos negócios. Não se esqueça de agendar anúncios, publicações em redes sociais e lembretes necessários.

Pense fora da caixa e crie promoções que provocam valor singular, como embalagens de presentes grátis ou uma área de descanso dentro da loja com petiscos e bebidas. Ofereça etiquetas ou gravações personalizáveis para permitir que seus clientes deem um toque pessoal nos produtos que vão comprar da sua loja de personalizados. Até mesmo colocar caixas extras para manter tudo funcionando normalmente pode fazer seus clientes voltarem  eles vão se lembrar disso do que se você usasse uma propaganda tradicional.

grade de metal para segurança

10. Você está são e salvo?

Furtos e roubos causam um prejuízo bilionário. Mais gente frequentar a sua loja pode ser bom para as vendas, mas também pode lhe deixar vulnerável a furtos e fraudes  tanto por parte dos clientes como dos seus funcionários. A maioria dos consumidores vai fazer suas compras de Natal na internet, pelo celular e em lojas físicas. Isso significa que os varejistas precisam deixar tanto suas lojas físicas como seus bens digitais em segurança.

Comece definindo o nível adequado de permissões para usuários no seu sistema de PDV (ponto de venda). Assim, você vai saber exatamente o que sua equipe pode ver e fazer. Preste bastante atenção em quem você permitir processar vendas canceladas, já que essa é uma forma fácil de roubar produtos.

Na sequência, entre em contato com seus fornecedores de produtos e serviços de tecnologia e pergunte sobre atualizações importantes. Tome medidas imediatas para tratar qualquer questão que eles possam apontar, assim seu sistema fica menos vulnerável a ataques e brechas.

Finalmente, observe a ocupação máxima da sua loja física e obedeça a esse limite  quanto mais gente dentro da loja, mais fácil é furtar algo. Se necessário, implemente controle de entrada nos dias mais movimentados, para garantir que sua loja não fique muito cheia e manter o controle da situação.

DICA DE LEITURA: conheça 6 dicas de prevenção de perdas para evitar furtos e roubos no varejo.

11. E as suas compras, você já fez?

mulher elegante com sacola de compras

Por último, mas não menos importante, lembre-se: você também merece uma folga. Com uma equipe qualificada trabalhando de modo extraordinário, você pode tirar umas horas para aproveitar as ofertas Black Friday e zerar sua lista de compras pessoal  e reservar um tempinho só para você.

Afinal de contas, todo mundo precisa fazer uma pausa de vez em quando e voltar com as energias renovadas para enfrentar as multidões frenéticas fazendo compras de fim de ano.

Mãos à obra!

Para vender na Black Friday, você precisa dar os toques finais nos seus preparativos para essa data. Verifique se tudo está pronto tanto na sua loja virtual como na sua loja física. Mas fique tranquilo: tudo estará organizado para uma alta temporada de vendas de sucesso!

Perguntas frequentes sobre Black Friday Cyber Monday

O que é a Black Friday?

A Black Friday é uma data comercial criada nos Estados Unidos. É um dia especial quando as lojas oferecem vários descontos, um dia inteiro de preços baixos.

Qual a diferença entre Black Friday e Cyber Monday?

A Cyber Monday ocorre na segunda-feira seguinte à Black Friday, que sempre ocorre em uma sexta-feira. É uma data para promover vendas online, especialmente. Nesta data, as lojas virtuais costumam oferecer grandes descontos.

O que fazer para vender na Black Friday?

Você precisa se planejar com antecedência e organizar seu varejo para enfrentar esse período de grande movimento. Tanto sua loja virtual quanto suas lojas físicas.

Which method is right for you?Sobre a autora

Carolina Walliter é escritora, tradutora e intérprete de conferências e, em parceria com a Shopify, faz a curadoria e a localização de conteúdo para o blog da Shopify em português do Brasil.

Post original em inglês: Abby Heugel

Tradução e localização: Marina Borges

Você tem dúvidas sobre a Shopify?

Entre em contato a nossa Central de ajuda

Tópicos:

Quer abrir uma loja virtual?