Quer abrir uma loja virtual?

Cheirinho bom de sucesso: como abrir um negócio de sabonete artesanal

Fotografia que mostra, em um fundo branco, todos os ingredientes envolvidos no processo de fabricação de um sabonete artesanal. O sabonete está em uma tábua de madeira, mais ou menos centralizado, e é azul e branco. No primeiro plano, ao lado do logo da Shopify, está escrito "sabonete artesanal"

 

Sabe aquelas ideias de negócio que já vêm com um cheirinho de sucesso? Então: abrir uma loja de sabonete artesanal é uma delas, e a melhor parte é que ela também vem com aquele cheirinho irresistível de fragrâncias cheirosas. Mas… Você sabe como fazer sabonete artesanal para vender? E como anunciar uma loja de sabonete artesanal? A gente conta tudo neste post!


Não é incrível como às vezes tem umas ideias de negócio que estão bem debaixo do nosso nariz e a gente nem repara?

Pois é: começar uma marca de sabonete artesanal é uma delas. Além de ser um produto em alta demanda (afinal, quase todo mundo compra sabonete, né?), os sabonetes são itens que podem ser vendidos nos modelos de negócios mais diversos, como dropshipping, revenda, fabricação artesanal e até mesmo no modelo d2c.

Hoje, a gente vai conversar sobre a fabricação artesanal e mostrar como você pode criar uma marca para começar a lucrar com algumas datas comemorativas que já estão chegando nos próximos meses. 

💡 Aproveitando o embalo: que tal dar uma olhada em como abrir um negócio do zero?

🧼 Índice

Por que investir em sabonete artesanal?

O sabonete é aquele tipo de produto que quase todo mundo tem em casa ― o que significa que sempre tem gente precisando ou querendo comprar.

Além disso, ele é um excelente produto para fazer as vezes de presente: quem nunca ganhou aquele conjuntinho de sabonete artesanal bem cheiroso no Natal ou no amigo amigo oculto da firma? Ou vai dizer que você nunca deu um sabonetinho de presente para a sua avó ou mãe no Dia das Mães?

Além da demanda constante, vale a pena lembrar que a indústria de maquiagem e skincare é um prato cheio para quem quer começar um negócio no Brasil: de acordo com a ABIHPEC, as vendas de produtos para cuidados com a pele aumentou durante a pandemia e a projeção é de que o mercado se mantenha estável pelos próximos anos.

Esse cenário se deve ao fato de que alguns hábitos de consumo adquiridos durante a pandemia vieram para ficar, e muita gente passou a preferir e até priorizar lojas e marcas independentes, que trabalham com matérias-primas orgânicas e produzem de forma sustentável. Também é importante destacar que o mercado brasileiro de skincare está ficando cada vez mais plural, justamente por conta dessas novas demandas das consumidoras.

Isso tudo só potencializa aquele cheirinho bom que você já sentiu lá em cima, e indica que há espaço para lojas pequenas especializadas em sabonete artesanal. E sabe qual a melhor parte? O custo de como fazer sabonete artesanal para vender é bem baixo, até porque você não precisa de máquinas elaboradas ou grandes investimentos para começar.

❇️ Falando em sabonete artesanal e beleza sustentável: você já conhece a história da Simple Organic?

Como fazer sabonete artesanal para vender: 3 modos de fabricar

Uma pessoa corta uma barra de sabonete artesanal. A imagem mostra suas mãos, e outros pedaços de sabonete artesanal já cortados.

Se você compra muitos produtos de skincare ou está de olho no nicho de saboaria, com certeza já deve ter encontrado alguns muitos sabonetes artesanais à venda ― cada um com um diferencial, como um ingrediente inesperado ou uma essência interessante.

No entanto, é sempre bom levar em conta que muitas lojas já contam com processos de fabricação bem desenvolvidos e não trabalham com o modo artesanal. Por isso mesmo, a gente vai falar exclusivamente sobre os três modos de produção para fabricar sabonete artesanal em pequena escala:

1. Sabonete artesanal e produção com processo a frio

No processo a frio, ingredientes primários como banha animal, óleo de coco ou azeite de oliva são misturados a outros ingredientes. Quando a consistência da mistura atingir um ponto de emulsificação elevado (ou seja, quando a mistura começar a ter uma cara meio de pudim), é só despejá-la em um molde, deixar endurecer, cortar e deixar curando por um período de 4 a 6 semanas.

Trocando em miúdos: o processo a frio requer uma preparação mais demorada, então vale a pena começar a bolar as receitas de sabonete artesanal desde já e pensar como definir os preços dos produtos com base no processo de fabricação.

💡  Dica da Shopify para quem quer saber como fazer sabonete artesanal para vender: você pode tentar incorporar esse processo mais lento ao storytelling da marca, elencando os motivos que levaram a loja a adotar esse processo de fabricação em menor escala.

2. Sabonete artesanal e produção com processo quente

Neste processo, é necessário cozinhar a mistura de ingredientes em uma panela de cozimento lento. Depois, é só colocar o produto nos moldes e deixar esfriar durante a noite.

A produção com processo quente é bem legal porque cria sabonetes artesanais mais macios e agradáveis ao toque, e a produção pode ser feita de forma mais ágil do que no processo frio.

💡 Dica da Shopify para quem quer saber como fazer sabonete artesanal para vender: que tal começar a receber encomendas e agendar entregas via WhatsApp Business? Você pode usar as listas de transmissão para avisar sempre que uma nova leva de sabonetes estiver embalada e pronta para uso.

3. Sabonete artesanal e produção com base glicerinada pronta

Este é um dos métodos mais simples para quem quer saber como fazer sabonete artesanal para vender: basta comprar uma base já pronta, derretê-la, adicionar as fragrâncias e o corante cosmético de sua escolha e despejar a mistura nos moldes.

As bases podem ser feitas com glicerina, manteiga de karité ou até mesmo leite de cabra. Se você quiser comprar uma para experimentar, vale a pena dar uma olhadinha em lojas especializadas na venda de matérias-primas para cosméticos.

Antes de sair encomendando tudo quanto é tipo de base glicerinada, lembre-se de colocar os gastos na ponta do lápis para não prejudicar o fluxo de caixa da sua loja: afinal, não tem nada pior do que entrar no vermelho antes mesmo de abrir as portas da sua saboaria.

💡 Dica da Shopify para quem quer saber como fazer sabonete artesanal para vender: a produção com base glicerinada é uma boa pedida para fabricar sabonete líquido. Basta derretê-la e, em banho-maria, começar a incluir os ingredientes desejados. Não vai esquecer de incluir também uma parte de óleo vegetal para dar a consistência desejada, ok?

Sabonete artesanal para iniciantes: guia rápido para começar

Em uma mesa branca, estão dispostos os ingredientes envolvidos no processo de fabricação de um sabonete artesanal. O sabonete está no centro da imagem.

Beleza, agora que você já viu o básico do básico sobre como fazer sabonete artesanal para vender, está na hora de conferir a parte “mãos à obra” do processo.

Lembre-se: você provavelmente não vai criar o sabonete dos sonhos, a panaceia mundial e super adequada ao seu product market fit logo de cara. Aproveite para testar e combinar fragrâncias e ingredientes diferentes e ver o que vai dar certo e o que pode ser descartado.

Também é importante lembrar que ingredientes diferentes vão resultar em sabonetes diferentes. Alguns óleos essenciais, por exemplo, criam mais espuma ou ajudam a elaborar uma consistência mais sólida e áspera para a barra de sabonete; já a manteiga de karité pode aumentar o poder de hidratação do produto final. 

Por outro lado, o óleo de coco e o azeite de oliva criam uma reação química capaz de derreter todos os outros ingredientes, então talvez seja uma boa fazer os primeiros testes com uma base glicerinada já pronta e alguns ingredientes menos arriscados, como camomila ou erva-doce.

Vamos começar?

1. Reúna o material para fazer sabonete artesanal

A primeira coisa a fazer é reunir todos os ingredientes necessários para essa primeira tentativa. Veja abaixo a lista completa de itens:

  • Base de glicerina pronta: como falamos ali em cima, ela vai ser a base do seu sabonete artesanal.
  • Varetas de bambu: serão utilizadas para misturar os ingredientes e manipular a massa. Você encontrará pacotes dessas varetas nos supermercados ou em lojas especializadas.
  • Óleos essenciais: disponíveis em qualquer farmácia ou loja de cosméticos.
  • Álcool isopropílico ou álcool de cereais: podem ser encontrados em farmácias.
  • Potes e travessas para micro-ondas: procure por esses itens em lojas especializadas para artigos de culinária.

💡 Dica da Shopify para quem quer saber como fazer sabonete artesanal para vender: não vai esquecer das formas para sabonete artesanal!

Você vai encontrar uma imensidão de opções, seja em 
marketplaces gigantescos como o Aliexpress ou em lojas de varejo menores do seu bairro ou cidade. Via de regra, vale a pena priorizar moldes que combinem com a identidade visual da marca que você está criando e que possam contribuir para uma boa experiência de unboxing lá na frente.

❇️ Aliás, a be.OIL pode ser um bom lugar para buscar as ferramentas e alguns ingredientes da lista. Vale a pena dar uma olhadinha!

2. Derreta tudo (sem pirotecnia, viu) e misture

Com os ingredientes necessários em mãos, a primeira coisa a fazer é cortar e derreter a sua base de glicerina. Para fazer isso, é só cortar a barra em pequenos pedaços, colocá-los em um pote ou travessa para micro-ondas e aquecer durante 30 segundos.

Utilize uma vareta de bambu para mexer a base de glicerina e continue a aquecê-la até que esteja totalmente derretida. Em seguida, acrescente a fragrância ou óleo essencial que quiser testar e misture tudo.

Não se esqueça de borrifar um pouco de álcool nos moldes que você usará para o produto final, já que ele evita a formação de bolhas de ar dentro do sabonete.

❇️ É muita informação e você quer organizar tudo com mais calma? Que tal montar um vision board ou um Business Model Canvas?

3. Despeje nos moldes e deixe esfriar

Quando a mistura para sabonete artesanal estiver pronta, despeje-a nos moldes devidamente borrifados com álcool e deixe esfriar. Depois que o resfriamento estiver completo, retire os moldes e... pronto! Agora é só higienizar todos os utensílios e repetir o processo.

💡 Dica da Shopify para quem quer saber como fazer sabonete artesanal para vender: o álcool de cereais pode ser um aliado poderoso na saboaria artesanal. Além de ajudar a desinfetar todos os utensílios usados na fabricação, esse álcool também pode ser usado na hora em que você estiver trabalhando com a base glicerinada derretida para evitar a proliferação da nata.

Como anunciar e vender sabonete artesanal?

Sabonetes artesanais já prontos para venda, embalados e dispostos em pequenas fileiras.

Saber como fazer sabonete artesanal para vender é, obviamente, uma parte super importante do processo todo ― mas, para criar uma saboaria de sucesso, você também precisa saber como anunciar para poder atrair clientes e vender o seu produto, não é verdade?

Vender sabonete artesanal online

A internet é, sem sombra de dúvidas, um dos melhores lugares para quem quer vender produtos artesanais do tipo “faça você mesmo”. Confira abaixo os canais de vendas com maior potencial para o nicho de saboaria:

1. Marketplaces

O Mercado Livre e outros marketplaces como o Elo7, especializados em produtos artesanais, são espaços bem legais para começar a vender sabonete artesanal. Embora não dê para personalizar muito a página do produto ou a experiência de checkout, você pode tentar criar uma experiência de compra customizada se elaborar boas descrições de produto e oferecer um atendimento ao cliente de tirar o chapéu.

2. Redes sociais

Você provavelmente já deve saber, mas não custa reforçar: não tem como fugir das redes sociais. Por isso mesmo, agora é o momento de começar a elaborar uma boa estratégia de social selling e avaliar em quais plataformas o seu sabonete artesanal pode bombar.

O Instagram provavelmente vai estar no topo da sua lista, até porque é a rede social com o maior apelo visual e um dos melhores canais para quem quer vender na internet. Aproveite para angariar seguidores com hashtags exclusivas, fotos e vídeos poderosos no feed (acompanhados com legendas cativantes, claro) e uma estratégia de Instagram Stories para deixar qualquer outra saboaria no chinelo.

 

Também vale a pena explorar os recursos do Facebook Ads e instalar um pixel do Facebook no site da sua loja, para coletar dados e insights valiosos sobre o seu público e, assim, criar campanhas de marketing para e-commerce ainda melhores.

💡 Dica da Shopify para quem quer saber como fazer sabonete artesanal para vender: confira as nossas estatísticas Instagram para turbinar as suas campanhas de publicidade na plataforma!

❇️ E mais: veja como potencializar o alcance da sua marca com o canal de vendas 
Lojas do Facebook.

3. Pinterest

O Pinterest já se consolidou como uma plataforma poderosa no Brasil, e ganhou fama como um verdadeiro recanto para clientes e marcas do mercado artesanal. E a melhor parte é que lojistas da Shopify contam com uma integração exclusiva para fazer do Pinterest um canal de vendas. Aproveite! 

4. Clubes de assinatura

Os clubes de assinatura são excelentes recursos para lojas que querem trabalhar a fidelização e a retenção de clientes, até porque contribuem para gerar vendas recorrentes. Você pode aproveitar para criar assinaturas fixas com os mesmos tipos de sabonete artesanal todos os meses, ou então montar caixinhas e kits diferenciados de acordo com temas, essências ou fragrâncias.

 Captura de tela de um Instagram Story da B.O.B, que tem um clube de assinatura de sabonetes artesanais que são shampoo e condicionador em barra.

5. E-mail marketing e newsletters

O e-mail marketing é outro recurso que não é de se jogar fora na hora de anunciar e vender o seu sabonete artesanal: ofereça ofertas e descontos com códigos promocionais exclusivos por e-mail e incentive compras com ofertas cruzadas ou por tempo limitado.

O mesmo vale para a newsletter, que pode funcionar como uma ferramenta para firmar uma relação mais próxima com os clientes e visitantes da loja. Aproveite o espaço para contar sobre novas receitas de sabonete, mostrar os últimos testes de produto e mais.

💡 Dica da Shopify para quem quer saber como fazer sabonete artesanal para vender: confira seis táticas de marketing gratuitas no vídeo abaixo!

Vender sabonete artesanal presencialmente

Além do mundo das vendas online, também vale a pena buscar espaços físicos para vender seu sabonete artesanal, até porque esse tipo de produto costuma fazer muito sucesso em bazares e feiras de rua.

Além disso, vale lembrar que esses tipos de espaço de vendas são ótimos lugares para se inspirar e aprender mais sobre o seu próprio mercado: o contato real com pessoas como você, que se interessam pelos mesmos produtos, pode resultar em insights incríveis para a marca e afetar até mesmo a forma como você vende online e organiza a sua vitrine virtual.

Você também pode vender no atacado ou firmar parceria com lojas especializadas em cosméticos, perfumes e sabonetes, e trabalhar com eles por um período fixo.

Quais são as melhores datas para vender sabonete artesanal?

Como a demanda por sabonetes é sempre bem alta, vale pensar que todo dia é dia e toda hora é hora ― no entanto, também existem algumas datas em que a venda de sabonete artesanal dispara. Confira a lista abaixo para já começar a marcar no calendário:

  • Dia do Consumidor (15/3): anuncie o sabonete artesanal como um mimo ou um brinde especial em compras acima de determinado valor.
  • Dia do Frete Grátis (última semana de abril): aproveite para oferecer aquilo que seus clientes mais querem: um frete gratuito, com um cheirinho bom de sabonete!
  • Dia das Mães (8/5): mãe adora sabonete, e um sabonete artesanal é aquele toque extra de cuidado e atenção. Elabore kits temáticos e personalize a oferta ao máximo para garantir boas vendas desse produto (cheiroso) para mães
  • Dia dos Namorados (12/6): outra data super movimentada para quem vende sabonete artesanal. Vale a pena começar a anunciar as ofertas com pelo menos um mês de antecedência e organizar o site para o grande dia.
  • Época de final de ano (mês de dezembro): sabonete artesanal costuma vender feito pão quente no mês de dezembro, já que a demanda por presentes é bem alta. Não se esqueça de deixar tudo em dia para não ter nenhum atraso com o envio de pedidos, ok?

🚀 Dica bônus: como definir minha embalagem para sabonete artesanal?

Pequenos sabonetes artesanais embalados para venda com o logotipo da loja.

Por último, é importante pensar com um carinho especial no tipo de embalagem que você pretende usar para o seu sabonete artesanal. 

Se você tem planos de criar sabonetes com pedaços de flores ou raminhos de erva doce, por exemplo, pode ser uma boa ideia investir em embalagens transparentes para deixar a beleza do produto se destacar. Por outro lado, marcas com uma pegada mais sustentável podem (e devem) investir em embalagens com papelão, algodão cru ou tecidos reciclados.

Lembre-se de que a ideia aqui é criar algo que incremente a experiência de compra e o unboxing, encante os clientes e, de quebra, ofereça material para a sua estratégia de marketing de conteúdo: afinal, quanto mais fotos de clientes satisfeitos, melhor será para a sua marca em termos de divulgação nas redes sociais.

Cheiro bom e dinheiro no bolso? Só com sabonete artesanal

Aqui vai um resumo com tudo o que a gente viu no post, para você começar a organizar as ideias:

  • Existem três modos de fabricar sabonete artesanal: processo a frio, processo quente e fabricação com base glicerinada.
  • Como fazer sabonete artesanal: primeiro reúna todo o material necessário; depois, derreta tudo no micro-ondas; por último, despeje nos moldes e deixe esfriar.
  •  Para vender sabonete artesanal online, pode ser uma boa ideia anunciar em marketplaces, construir uma loja virtual, vender nas redes sociais, aproveitar o Pinterest, montar clubes de assinatura e investir no e-mail marketing e nas newsletters da marca.
  • Para vender sabonete artesanal presencialmente, busque feiras e bazares de pequenos produtores e marcas independentes, ou então faça parcerias com lojas físicas especializadas em cosméticos e skincare.
  • As melhores datas para vender sabonete artesanal são o Dia do Consumidor, o Dia do Frete Grátis, o Dia das Mães, o Dia dos Namorados e a época de final de ano.

Perguntas frequentes sobre sabonete artesanal

Vale a pena vender sabonetes artesanais?

A demanda por sabonetes sempre será alta (até porque é um item essencial em praticamente todos os lares). Além disso, há um interesse crescente por sabonetes e outros itens de higiene pessoal que tenham sido fabricados de maneira artesanal, então agora pode ser um bom momento para investir nessa iniciativa comercial.

Como começar a fabricar sabonete artesanal?

Para fabricar seus próprios sabonetes artesanais, você vai precisar de: uma base de glicerina; varetas de bambu (para misturar os ingredientes); óleos essenciais; álcool isopropílico; potes e travessas que possam ser levados ao micro-ondas; e, por último, formas e moldes para criar o formato do seu sabonete.

Onde anunciar e vender sabonetes artesanais?

Se você optar por vender on-line, pode criar uma loja virtual e/ou começar a vender em redes sociais que priorizem conteúdos visuais, como o Instagram e o Pinterest. Se você já vende outros produtos, pode começar a inserir seus sabonetes artesanais como brindes em todas as compras realizadas e avisar que, em breve, o produto será lançado na loja. Isso vai ajudar a aumentar a popularidade do produto e criar um sentimento de antecipação nos clientes.

Quer saber mais?

Marcela Lanius Redatora ShopifySobre a autora

Marcela Lanius é tradutora, revisora e às vezes também veste a roupa de pesquisadora. Se pudesse, largava tudo para passar os dias só com gatos e livros.

Você tem dúvidas sobre a Shopify?

Fale com a nossa Central de ajuda

Quer abrir uma loja virtual?