Quer abrir uma loja virtual?

Seu negócio empacou? Saiba o que fazer para sair do lugar com resiliência

illustration of entrepreneurs relying on their resourcefulness to navigate a maze

Quando tudo começa a engrenar em empreendimentos online, empreendedores têm dificuldade de saber quando parar.

Mas isso não significa que eles nunca se sintam empacados ou estagnados.

Para muitos donos de negócios, esse é um sentimento familiar. Seja quando você está com um problema de caixa e tem que dar um passo a mais no seu negócio, mas com limitações. Ou quando bate o medo das vendas diminuírem. Ou mesmo quando uma pandemia força a paralisação das atividades. Quando surge o sentimento de que todas as opções se esgotaram e você está dando voltas em círculos.

Montar um empreendimento lucrativo é como entrar em um labirinto sem um mapa. Vez ou outra, você pode acabar em um beco sem saída.

A boa notícia é que “se sentir empacado” não significa permanecer estagnado. De muitas maneiras, são justamente nesses momentos em que a gente não sabe ao certo o que fazer que os empreendedores dizem desenvolver certo “jogo de cintura”.

Resiliência é ter “jogo de cintura”

Essa é uma daquelas expressões que fazem parte do nosso vocabulário, mas que não são muito simples de definir. A gente até fez essa pergunta no nosso perfil do Twitter em inglês.

Para muitos, jogo de cintura representa algo como fazer o melhor possível com o que está disponível. Nesse texto, vamos considerar que jogo de cintura é um conjunto de habilidades e comportamentos que nos ajudam a controlar a forma como reagimos internamente a adversidades, de modo a fazer nossa mente buscar soluções.

Pesquisas iniciais sobre essas habilidades e comportamentos se concentraram bastante em forma de autocontrole:

  1. Foco no pensamento positivo. Pensamentos negativos levam ao fracasso antes mesmo que alguém tente fazer algo. A maioria dos empreendedores está sempre otimista em relação a suas ambições.
  2. Resolver problemas faz parte do processo. Entre os passos necessários estão a definição clara do problema, explorar soluções em potencial, avaliar e priorizar cada solução e realizar a melhor delas. Temos o hábito de realizar esse processo de forma intuitiva, mas é algo que pode ser conscientemente retomado sempre que nos sentimos empacados. 
  3. Disposição para não contar com ganhos imediatos. Trabalhar em busca de um objetivo maior, como um negócio lucrativo, costuma exigir muito trabalho do jovem empreendedor antes mesmo que ele possa aproveitar os frutos dos seus esforços. Dependendo do seu planejamento, isso pode levar meses ou até mesmo anos para se materializar. Mas isso não significa que você não pode celebrar as pequenas vitórias e marcos no meio do caminho. 
  4. Autoeficácia. É a crença de que temos a habilidade de controlar a nós mesmos, nosso ambiente e nossos resultados.

Tudo o que foi citado também se aplica ao contexto social – não apenas nossa capacidade de ajudar a nós mesmos quando nos sentimos empacados, mas nossa habilidade fazer conexões e buscar ajuda de outras pessoas. 

Depois de conversar com diversos empreendedores sobre esse assunto, cada um deles tinha pelo menos uma história sobre esse sentimento de se sentir empacado. Conseguir se movimentar envolve todo esse jogo de cintura para encontrar soluções.

Resiliência: dicas de empreendimentos de sucesso

1. Pare, analise a conjuntura e encontre seu norte 🔭

Muitos pequenos empreendimentos de sucesso se sentem empacados pela primeira vez não exatamente no momento que abrem seu negócio, mas quando atingem um teto nas suas vendas.

Ver-se diante do que parece ser o limite pode ser algo frustrante, especialmente quando você não está nem perto de onde gostaria de estar.

Por mais que esses momentos costumem ser resolvidos com ações práticas, pode ser necessário fazer uma pausa e refletir sobre todo o trabalho para que você tenha a consciência de tudo que você realizou até agora. Ou, como disse o Adam, da marca canadense N/A Stock Company: 

Às vezes, precisamos rodar as engrenagens bastante para conhecer bem a máquina e poder montar um aparelho bem ajustado.

Adam Libunao, N/A Stock Company

 

Empacando

Nos primeiros anos da empresa, eu e meu sócio praticamente planejávamos ao mesmo tempo em que trabalhávamos. A gente fazia vendas, criava produtos, conquistava novas oportunidades – mas tudo em uma escala muito pequena. Não demorou muito até que nos sentíssemos estagnados. Tivemos meses sem produtos novos e semanas sem vendas – quase naquele ponto de pensar que só grandes descontos atrairiam novos clientes.

Desempacando

Tivemos que estabelecer metas para um ano inteiro para poder enxergar a grande diferença. Precisávamos passar por essa primeira fase para que tivéssemos um referencial. Isso nos deu tempo para ver o que nossos clientes buscavam, o que não estava funcionando, o que poderia ser melhorado e o que era uma expectativa realista de vendas.

Consideramos essa meta de um ano e começamos a planejar em torno desses objetivos em intervalos de seis semanas. Essa mudança nos ajudou a levar o negócio mais a sério. Saímos do ponto de ter estoque em excesso para precisar renovar os itens com frequência! Nossas vendas triplicaram, nossa química melhorou, o processo ficou mais fácil e tudo passou a ser divertido outra vez. Éramos novamente uma engrenagem bem ajustada. 

—Adam Libunao, N/A Stock Company

Adam disse que diminuir o ritmo e rever seu plano de negócios considerando tudo o que tinha aprendido antes fez com que ele organizasse seus pensamentos, concentrasse seu tempo e esforços de modo adequado e conseguisse ver um caminho relacionado a lançamentos de produtos.

Se esse sentimento parecer familiar, você pode usar nosso modelo de plano de negócios para analisar cada aspecto da sua empresa, desde sua missão até seu lugar no mercado, para assim estabelecer metas ambiciosas e realistas e trabalhar para alcançá-las.

Baixe o modelo de plano de negócios

Há muitos empreendedores que se orgulham de “ter construído o avião enquanto ele estava caindo”, mas reorganizar o processo de planejamento – colocar as ideias empreendedoras no papel – pode ajudar a clarear suas metas e priorizar a melhor forma de alcançá-las. Seja criando uma estratégia de precificação mais lucrativa, terceirizando trabalho para liberar mais tempo ou garantindo investimentos para crescer.


Você tem uma ideia de negócios?

Comece o seu teste grátis de 14 dias da Shopify hoje mesmo, sem precisar de cartão de crédito!

2. Aprenda a usar bem o Google 🕵️‍♀️

Se a gente parar para pensar, em um mundo com mais de sete bilhões de pessoas (mais de um milhão delas construindo a vida com a Shopify), muitos dos obstáculos que enfrentamentos dificilmente serão feitos sob medida. Talvez isso sirva de consolo.

É provável que nossas dúvidas já tenham sido respondidas e que nossos obstáculos já tenham sido superados.

Respostas e soluções quase sempre estão a um clique de distância no Google.

O mecanismo de busca mais popular do mundo é um bom local para começar sua jornada por respostas, mas há alguns truques específicos que podem ajudar empreendedores:

  • Coloque “ ” limitando os termos da sua busca para que o Google filtre apenas os resultados exatos de uma expressão pesquisada (exemplo: “guia de presentes de natal 2019”  para saber o que está fora de moda na hora de montar o inventário de uma grife especializada).
  • Coloque o comando site:  antes da URL para que sua busca ocorra em um site específico. Você pode fazer isso para acessar rapidamente conteúdos como os do nosso blog ou do Sebrae, por exemplo. (site:shopify.com.br/blog influenciadores marketing e-commerce). 
  • Não se esqueça do YouTube, especialmente se você tiver mais facilidade com conteúdos visuais. Ele não é só um local para assistir vídeos de música e entretenimento. Vídeos tutoriais e educacionais são alguns dos conteúdos mais populares dessa plataforma.
  • Certas palavras-chave podem fortalecer os resultados da sua busca, como estudo de caso para encontrar exemplos reais (exemplo: estudo de caso de marca de cosméticos no facebook ads -facebook.com) ou  vs. para comparar duas soluções caso você esteja em dúvida (exemplo: sms marketing vs e-mail marketing). Se sua busca resultar em links irrelevantes, você pode acrescentar um  -  antes de palavra-chave específica para excluí-la dos resultados de busca.
  • Procure por uma solução na App Store da Shopify. App Store da Shopify contém milhares de soluções criadas especificamente para empreendedores montando sua loja virtual na Shopify. Seja para resolver desafios pequenos, como uma tabela de medidas estilosa ou problemas maiores como aumentar sua taxa de conversão, há chance significativa de existir um app (gratuito ou pago) feito para solucionar seu problema. 

resultados busca google

3. Encontre inspiração na concorrência 👀

A comparação não precisa roubar alegrias, ela pode ensinar.

Olhar o que a concorrência tem produzido em seu mercado pode servir de inspiração de ideias para o seu próprio negócio. Por exemplo: como atrair tráfego, como precificar seus produtos e como destacar sua marca no mercado.

Há muito o que aprender mesmo dando só uma olhadinha nos sites da concorrência. No entanto, veja essas três formas gratuitas de verificar informações mais profundas de bastidores.

1. Analise estratégias de marketing com o Similar Web

Há centenas de maneiras de explorar um negócio e as melhores abordagens vão depender do seu contexto. Mas um dos melhores lugares para começar é analisando sua concorrência.

O SimilarWeb é uma ferramenta gratuita que permite que você veja como determinado site concorrente está gerindo seu tráfego: em quais fontes estão operando, quais sites estão publicando links deles e outras empresas na mesma área. Tudo isso pode ser informação útil na hora de tomar decisões relativas a onde investir seus esforços.

similar web traffic analysis

2. Veja os anúncios que estão em atividade na Biblioteca de Anúncios do Facebook

Pensar em um anúncio digno de investimento pode ser difícil se serviços como copywriting, marketing e design não forem a sua praia.

Felizmente, é possível pesquisar os anúncios de outras empresas com a ferramenta Biblioteca de Anúncios do Facebook para se inspirar com os designs e copywriting delas, ou até mesmo analisar como você pode se diferenciar da concorrência. 

facebook ads library comparison

3. Veja outras estratégias de e-mail marketing com o MailCharts

E-mail marketing é algo indispensável para a maioria dos e-commerces. Mas montar uma campanha de e-mail costuma gerar muitas dúvidas.

Para ir além de e-mails promocionais e newsletters, você pode programar e-mails automáticos, como lembretes de carrinhos abandonados ou e-mails de boas-vindas para novos assinantes. Isso traz valor para o seu negócio em segundo plano enquanto você se esforça para conseguir mais tráfego, assinantes e clientes.

Mas como e-mails estão restritos a caixas de entrada, estratégias de e-mail marketing podem ser um tanto nebulosas.

Com o plano gratuito do MailCharts, você pode ver os e-mails que determinadas marcas estão enviando aos clientes, além da frequência, títulos do campo assunto e promoções – que podem servir de inspiração para sua própria estratégia. 

mailcharts email marketing analysis

Ele também tem uma galeria onde é possível filtrar tipos de e-mail específicos (confirmação de pedido, Black Friday, Cyber Monday, etc.), que são listados conforme o grau de eficácia.

Uma análise competitiva detalhada pode tornar a comparação uma aliada, ajudando a preparar o terreno para sua campanha futura. Você pode começar por conta própria usando nosso modelo de análise competitiva gratuito, que inclui pontos importantes de comparação; desde preço até público-alvo, para anotar enquanto pesquisa a concorrência.

Free competitive analysis template for your business

Baixe nosso modelo de análise competitiva

4. Não tenha medo de pedir ajuda 💚

Ter jogo de cintura envolve viabilizar soluções, mas você não precisa fazer isso sem companhia. A ajuda de outras pessoas é uma opção que costuma ser esquecida por conta da pressão de se virar por conta própria. Mas buscar conselhos ou apoio de terceiros é um recurso, não uma fraqueza.

Há inúmeras comunidades e recursos online, muitos deles gratuitos, onde é possível se conectar com outros empreendedores ou outros profissionais. Você pode inclusive procurar um mentor que tenha experiência em sua área transformando ideias em negócios e que está disposto a oferecer apoio para o seu negócio.

Veja algumas maneiras de buscar apoio com contatos nos momentos em que você se sentir atolado:
  • Aproveite seu serviço de atendimento ao cliente. A maioria das ferramentas que você usa em seu negócio possuem serviço de atendimento ao cliente, que pode ajudar você a solucionar suas dúvidas. Ligações para centrais de atendimento para tratar de problemas técnicos podem oferecer bons insights quanto aos futuros passos. É aquela máxima: perguntar não ofende. O Canal de atendimento da Shopify está disponível 24 horas por dia sete dias por semana para empreendedores dispostos a vender com a Shopify.
  • Participe de eventos virtuais. Fazer network com outros empreendedores pode criar as conexões mais importantes da sua vida. São pessoas como você, que “te entendem”. Alguns já passaram por esse sentimento de estar empacado, ou vice-versa. Os meetups virtuais da Shopify frequentemente oferecem eventos virtuais que você pode assistir para se conectar com gente como você, jovem empreendedor.
  • Contrate um especialista. Se você estiver com dificuldades em uma área crucial do seu negócio, como design da loja ou marketing pago, você pode contratar um Especialista Shopify para ajudar. Você também pode buscar por ajuda em plataformas como a GetNinjas.
  • Faça perguntas e busque respostas em fóruns. As pessoas se reúnem em fóruns como os da Rock Content e do LinkedIn para discutir interesses e problemas – esses espaços são excelentes para encontrar respostas às suas dúvidas. Pesquise para ver se sua dúvida já foi respondida. Caso não tenha sido, você pode fazer uma pergunta e, com sorte, resolver seu problema e o de outras pessoas. A Comunidade Shopify é o nosso fórum oficial para qualquer tema relacionado à Shopify.
  • Participe de comunidades online. Há dezenas de comunidades online em que você pode se cadastrar. Mesmo que você seja uma pessoa mais reservada, há sempre algo a ser aprendido. E sempre que você tiver uma dúvida ou quiser feedback em relação a uma ideia, você pode publicar nesses grupos. Procure um grupo no Facebook que seja relevante para você.

Comunidades podem ser recursos constantes para empreendedores. A Lina, por exemplo, proprietária da Sooala, uma marca canadense de cosméticos, achou sua comunidade em um encontro de empreendedores. 

Empacando

A primeira vez que me senti bem empacada foi quando estava vendendo em um mercado de pulgas pela segunda vez. Na primeira vez não tinha ido muito bem, mas esse segundo evento era bem na véspera do Natal e eu estava esperançosa. 

Acabei fazendo uma única venda, enquanto a moça no estande ao lado vendeu centenas de joias. Eu fiquei completamente paralisada depois daquilo. Passei duas semanas pensando: “Por que estou fazendo isso?”. É muito difícil receber esse tipo de feedback dos clientes logo no começo da sua empreitada.

Desempacando

O que me desempacou foi a mudança de mentalidade.

Precisei me convencer a não abandonar tudo. “Isso é algo que você realmente quer fazer. Duas tentativas não bastam para você querer desistir”.

Eu precisava fazer alguma coisa que me fizesse ir adiante. Então decidi me inscrever em um bootcamp empresarial. Pensei com meus botões: eu precisava me cercar de pessoas que entendessem o que eu estava passando. 

Naquele ambiente, tive condições de aprender e mudar meu foco empresarial para o meu negócio atual. Também estabeleci conexões com empreendedores incríveis, alguns deles inclusive se tornaram parceiros do meu negócio. Nós nos apoiamos nos momentos difíceis, mas também incentivamos uns aos outros. Isso mudou toda a jornada para mim e serviu de acréscimo para o que me motivava.

—Lina Ravelojaona, Sooala

Mentoria não precisa vir na forma de um mentor sábio que coloca você embaixo das asas e te ensina a voar. Também funciona com uma comunidade de gente igual a você – todo mundo batalhando e se ajudando ao mesmo tempo. 

5. Considere mudar sua área de negócio 

As coisas nem sempre acontecem conforme planejado. Às vezes, surge uma nova oportunidade melhor e seu negócio não está preparado para dar conta dela. Ou então algum aspecto essencial do seu negócio desaparece da noite para o dia, causando apreensão na tentativa de fechar o caixa.

Uma mudança ocorre quando você decide alterar o DNA do seu negócio para auxiliá-lo a prosperar nessas circunstâncias.

Alguns exemplos de mudança incluem:

  • Focar a atenção da sua empresa para um público diferente ou para a oportunidade de encontrar novos clientes (exemplo: a Corote investiu em bebidas de sabores variados para o público jovem e aumentou as vendas em 40%).
  • Mudar seu produto ou posicionamento para atingir um tipo específico de cliente (exemplo: uma das sócias da Insecta Shoes trabalhava com um brechó antes de explorar seu talento estético nas estampas dos calçados veganos e ecológicos).
    • Substituir a tecnologia responsável pelo seu negócio para estar a par das necessidades de seus clientes (exemplo: a família de Rogério Betti trabalha no ramo dos açougues e ele decidiu expandir e vender carne pela internet).

    Pense nas suas empresas favoritas. É grande a chance de elas terem passado por uma mudança significativa pelo menos uma vez na história.

    A Shopify começou vendendo equipamento para snowboard e mudou para oferecer soluções para auxiliar pessoas que têm “equipamentos de snowboard".

    Uma mudança drástica em seu negócio pode ser arriscada sem uma leitura apropriada do mercado. Mas para Lily, proprietária da grife canadense Lovelee Designs, a mudança foi justamente o que ela precisava quando a COVID-19 cancelou o que teria sido uma excelente temporada de vendas para o negócio dela.

    Empacando

    No começo da pandemia, eu fiquei completamente perdida. Como designer de moda que trabalha com designs personalizados para eventos e ocasiões especiais, eu não sabia como continuar vendendo para um mundo prestes a entrar em lockdown.

    Eu já estava com vários eventos de moda agendados (um deles no exterior), estava contando com uma temporada de oportunidades. Infelizmente, por conta dos efeitos da COVID-19, não pude comparecer a nenhum deles. 

    Cheguei a me questionar se deveria voltar ao mundo corporativo, com um emprego de nove às seis, se o empreendedorismo realmente poderia ser algo a ser mantido pelo resto da minha vida. 

    Desempacando

    Eu decidi me movimentar quando me dei conta de que meu foco deveria ir para o que o meu mercado estava demandando no momento. Como a notícia de que máscaras passariam a ser itens obrigatórios, decidi aprender a fazê-las.

    Pude focar em conseguir novos clientes por meio das “máscaras seguras e fashion” e uma nova loja online. Como resultado, consegui bons números de venda outra vez e, consequentemente, muitos clientes novos para minha marca.

    —Lea-Asha ‘Lily’ Hibbert, Lovelee Designs

    Enquanto há vida...

    “...há esperança”. Esse costuma ser um mantra padrão para empreendedores diante de contratempos e desafios. Mas há obstáculos que realmente podem te derrubar.

    Sentir-se empacado é terrível. Mas também pode ser imensamente recompensador quando descobrimos nossa capacidade de progredir e ser resilientes. Momentos em que você conquista metas e seu jogo de cintura é posto à prova podem inclusive servir como inspiração para a próxima vez em que você se sentir estagnado.

    Ilustrações por Eugenia Mello


    Which method is right for you?Sobre a autora

    Carolina Walliter é escritora, tradutora, intérprete de conferências e editora-chefe do blog da Shopify em português do Brasil.

    Post original em inglês: Braveen Kumar

    Tradução e localização: Marina Borges

    Você tem dúvidas sobre a Shopify?

    Entre em contato a nossa Central de ajuda

    Tópicos: