Quer abrir uma loja virtual?

Qual a melhor plataforma de e-commerce para lojas virtuais?

Illustration of a storefront being projected from a laptop, representing how the best ecommerce platforms help you meet your customers wherever they are

Criar um negócio online é algo empolgante. Você tem que escolher o nome da sua loja online, criar um logotipo e desenvolver seu site. Você deve considerar suas necessidades atuais, pensar sobre o rumo do seu negócio e quais ferramentas você vai precisar para começar a vender.

Hoje em dia, não basta simplesmente escolher a melhor plataforma para criar uma loja. Empreendedores experientes procuram a melhor plataforma de ecommerce – ou seja, um ecossistema de recursos com integração com os maiores aplicativos sem complicações e que oferece controle total sobre cada aspecto do seu negócio, para que você ascenda conforme sua loja crescer.

Vamos entender como escolher a melhor plataforma de e-commerce para as necessidades da sua loja online. 

O que é plataforma de ecommerce?

entrega pacote ipad

Uma plataforma de e-commerce é uma forma de fazer e criar um negócio online que permita a você começar a vender e atender pedidos – não importa onde seus clientes estejam ou onde eles gostem de fazer compras.

Apesar da maioria das pessoas achar que uma plataforma de e-commerce é só uma ferramenta que permite que elas façam listas de produtos e aceitem meios de pagamento online, ela é muito mais do que isso.

Sua plataforma de e-commerce deve ser um centro de comando completo da sua loja online – o lugar onde você controla tudo, desde o estoque até o marketing digital.

Ela precisa ser um local onde você processe pagamentos, mas também deve dar acesso sem restrições a todas as ferramentas que você precisa para começar a vender na internet, incluindo (mas não se limitando) a sua própria loja online.

Que tipos de plataformas de e-commerce existem?

Para tornar a sua loja online acessível para o público, você precisa de uma solução de hospedagem. A hospedagem armazena suas informações em um servidor, que permite aos usuários visitar seu site e visualizar todo o seu conteúdo. Cada site é hospedado em algum lugar, ou seja, tem um espaço dedicado em um servidor de um provedor.

Algumas plataformas de e-commerce oferecem hospedagem própria, já outras exigem que você tenha hospedagem própria ou em sistemas de código aberto.

1. Hosted

Algumas plataformas para criar sua loja oferecem uma plataforma de hospedagem. Nesse caso, você não precisa se preocupar com complicações de hospedagem própria, de terceiros ou taxas adicionais. As lojas da Shopify, por exemplo, contam com hospedagem em todos os planos. Todas as atualizações são automáticas e sem complicações, então o seu site sempre estará atualizado. Abrir uma loja em uma plataforma de e-commerce do tipo hosted dá a você mais liberdade para se concentrar no seu negócio.

2. Self-hosted

Self-hosted ou não, as plataformas de e-commerce exigem dos lojistas um espaço próprio em um servidor ou que eles aluguem esse espaço em um provedor. Dessa forma, o gerenciamento do site fica complexo, já que é você quem fica responsável pelas atualizações, manutenção e conserto de bugs – o que exige muitos recursos internos que poderiam ser alocados em outro departamento do seu negócio.

As plataformas do tipo self-hosted em geral têm código aberto (open source), portanto uma boa opção é contratar esse tipo de serviço para hospedar seu site. Porém, você vai ter que pagar por isso e esses custos aumentam rapidamente. Muitas vezes, os serviços de hospedagem usam faixas de preço separadas por níveis, então os planos mais baratos muitas vezes não oferecem serviço de atendimento ao cliente, por exemplo. Isso pode deixar você na mão em momentos importantes.

Que tipos de e-commerce existem?

Existem quatro tipos de e-commerce: B2C (business-to-consumer, ou empresa para consumidor), B2B (business-to-business, ou empresa para empresa), C2B (consumer-to-business, consumidor para empresa) e C2C (consumer-to-consumer, consumidor para consumidor).

  1. B2C. Faz referência à venda online de uma empresa para um consumidor individual. Você também pode escutar as pessoas chamando um ecommerce B2C como DTC, direct-to-consumer, ou direto para o consumidor.
  2. B2B. Quando uma empresa vende para outra empresa online, isso se chama ecommerce B2B. Essas transações incluem compras em atacado, quando a empresa compra com a intenção de revender com lucro. Pode se referir também ao ramo da empresa – equipamentos para escritório, por exemplo.
  3. C2B. Os consumidores também têm poder de venda, quando eles vendem para empresas. Costumam ser transações menos tradicionais. Um consumidor pode vender sua influência na forma de um post patrocinado nas redes sociais ou pode oferecer uma avaliação de cinco estrelas em troca de dinheiro.
  4. C2C. Os consumidores também podem vender um para o outro, uma tendência que surgiu com a popularidade da economia compartilhada. Plataformas como Craiglist, Facebook Marketplace e eBay oferecem um lugar para facilitar o e-commerce C2C.

No final das contas, o tipo de negócio de e-commerce que você tiver vai ajudar você a definir a melhor loja virtual para o seu negócio online.

O que significa uma boa experiência de e-commerce?

família usando computador

Quando você começa a fazer uma comparação de plataformas de e-commerce, é fácil se esquecer do motivo da sua escolha. Será que você precisa da melhor plataforma de e-commerce? No final das contas, não existe uma opção perfeita. Você precisa da plataforma de e-commerce certa, aquela que permita a você oferecer aos seus clientes a melhor experiência, facilitando suas vendas online.

Esqueça a ideia de melhor site para criar uma loja, pense em todos os recursos comerciais que as plataformas oferecem. O ideal é usar um ecossistema integrado sem complicações, que consiste na sua loja online, um processador de pagamentos, um PDV e até mesmo uma opção de crédito para pequenas empresas. A Shopify oferece diversas ferramentas que ajudam a administrar cada aspecto das lojas virtuais, além de uma App Store com mais de quatro mil apps para você personalizar a experiência de e-commerce para seus clientes e sua equipe


Como escolher a melhor plataforma de ecommerce para você

Se você já sabe como abrir uma loja virtual e está com tudo pronto para escolher qual plataforma de e-commerce é melhor para você, leve em conta alguns aspectos. A melhor plataforma de e-commerce para você pode ser diferente da melhor plataforma de outro lojista – leve em consideração as necessidades e as metas específicas do seu negócio.

Muitos lojistas escolhem a plataforma de e-commerce mais fácil de usar e com preço mais em conta – o que acaba levando muitos deles para a Shopify. Mas há mais itens a considerar do que só o uso dela no dia a dia e os custos. Você precisa pensar no rumo da sua empresa e antecipar necessidades futuras, encontrando uma plataforma que possa antecipar essas necessidades junto com você.

Ou seja, você precisa encontrar a melhor plataforma de comércio – seja ele online, físico ou algo entre isso. Concluindo, você precisa de uma loja virtual nota 10 e de um conjunto de ferramentas de gestão comercial de primeira linha. Procure uma plataforma que investe constantemente em sua tecnologia e está sempre à frente quando o assunto é comércio. Seu criador de sites pode se tornar muito mais do que só uma plataforma onde você faz negócios – pode ser um meio para a sua empresa crescer.

Ao avaliar suas escolhas, considere os cenários a seguir:

  • Preciso vender meus produtos na internet e offline e para todos os meus clientes – não importa onde estejam – e aceitar pagamentos por essas vendas.
  • Preciso entregar meus produtos para meus clientes do melhor modo para o meu negócio.
  • Preciso gerar engajamento com meus clientes atuais e futuros para fazer meu negócio crescer.
  • Preciso administrar minha loja no dia a dia, fazendo tudo desde gestão de finanças até verificação do funcionamento das minhas estratégias, aprendendo novas táticas e recebendo o suporte técnico quando necessário.

Saiba o valor dos seus custos

O orçamento não deve ser um fator decisivo, mas não deixa de ser bastante importante. Você pode começar gastando 100 reais por mês, mas provavelmente vai investir mais do que isso na sua empresa antes de começar a recuperar seus investimentos, especialmente mais para a frente.

De acordo com uma pesquisa que realizamos (disponível somente em inglês), a maior parte dos proprietários de pequenos negócios gastam cerca de 40 mil dólares no primeiro ano – e só 9% disso é para arcar com as necessidades das suas lojas virtuais (os lojistas da Shopify gastam em média 38 mil dólares, já os lojistas fora da Shopify chegaram a uma média de 41 mil dólares).

Quando você tem uma plataforma que dá suporte às necessidades do seu negócio, pode recuperar o dinheiro ou compensar seu investimento com as margens de lucro.

custos lojistas primeiro ano

Com tantos outros aspectos para você se preocupar, é importante encontrar uma plataforma de e-commerce que não vai secar seu orçamento todo e ainda assim ofereça recursos que você precisa para conduzir sua empresa e ter lucro.

Ao avaliar custos, olhe além do necessário para a configuração e as tarifas mensais. Considere também tarifas de processamento de pagamentos, custos para adicionar integrações e possíveis tarifas de atendimento ao cliente. Lembre-se: se a hospedagem não estiver incluída no seu plano, você terá que incluí-la como uma despesa adicional também

Encontre a opção ideal para o seu modelo de negócio

Existem diversas formas de vender pela internet. Você pode vender produtos físicos ou digitais, mas outros modelos de negócios surgiram recentemente. Se você quiser fazer dropshipping, por exemplo, precisa de uma plataforma de e-commerce que possa se conectar facilmente no backend, para agilizar as operações.

Uma plataforma como a Shopify tem diversos apps que você pode adicionar ao seu site para facilitar as vendas em diferentes modelos de negócio. Temos apps de impressão sob demanda e para clubes de assinaturas, por exemplo, que facilitam bastante o uso da Shopify em vez de outras plataformas.

Procure ferramentas de checkout e gateways de pagamento seguros e de confiança

O checkout é um componente chave do seu site de e-commerce. Você precisa de um meio de pagamento protegido e confiável, para garantir que o processo seja rápido e indolor para seus clientes. O Shop Pay, por exemplo, aumenta em quatro vezes a velocidade de checkout. A Shopify também oferece integrações simples com mais de 100 gateways de pagamento, desse modo você pode oferecer as opções mais relevantes para o seu público, não importa em que país eles estejam.

💡 Saiba configurar o checkout transparente na sua loja virtual da Shopify!

Além disso, é extremamente importante demonstrar confiança nessa etapa, portanto considere meios de pagamento familiares como pagamentos disponíveis em dispositivos móveis e PayPal. Essas plataformas conhecidas fazem os clientes se sentirem mais confortáveis na hora de fornecer as informações de pagamento, tornando seu processo de checkout mais fácil

Leve em consideração as metas futuras do seu negócio

A sua empresa pode ter um começo lento, mas você provavelmente já tem uma ideia do que quer que ela seja no futuro. Essas metas são importantes para pensar até em coisas como: "Vou me tornar uma marca global ou não?".

Talvez você queira adicionar o varejo físico ao seu negócio em algum momento. Com uma plataforma de e-commerce limitada, as integrações de PDV podem ficar complicadas. Você corre o risco de ter dados de estoque imprecisos pela falta de conexão dos sistemas online e físico da sua loja. Com uma plataforma como a Shopify, tudo é rastreado e sincronizado em um só lugar. Desse modo, você vai ter dados sobre estoque e vendas a qualquer momento – deixando você a postos para vendas físicas em questão de minutos. Você também pode adicionar serviços como entrega local e aproveitar muito mais vantagens.

Muitas empresas precisam de financiamento adicional ao longo de sua trajetória. Na verdade, de acordo com a nossa análise, dois terços dos empreendedores usam suas economias para fundar seus negócios nas fases iniciais, 23% deles pegam empréstimos com amigos e familiares e 21% usam a poupança. No entanto, existem outras opções de financiamento menos arriscadas para suas relações pessoais. Procure plataformas de e-commerce que ofereçam assistência para lojistas para empréstimos de pequenos negócios

Abra sua loja virtual com a Shopify

Vender online com sua loja virtual nunca foi algo fácil, rápido ou escalável. A Shopify é a única plataforma que permite que você venda onde seus clientes estão – na internet, pessoalmente ou qualquer outra opção.

Ilustração de Rachel Tunstall 

Perguntas frequentes sobre plataformas de e-commerce

O que é plataforma de comércio eletrônico?

Uma plataforma de e-commerce é uma forma de fazer e criar um negócio online que permita a você começar a vender e atender pedidos. Ela deve ser um centro de comando completo da sua loja online – o lugar onde você controla tudo, desde o estoque até o marketing digital.

Qual o melhor site para ter uma loja virtual?

A melhor plataforma de e-commerce é aquela que atende o modelo da sua empresa e seu plano de crescimento. A que parece melhor para você pode ser diferente da melhor plataforma de outro lojista – leve em consideração as necessidades e as metas específicas do seu negócio.

Qual o custo para abrir uma loja virtual?

Existem plataformas gratuitas para você montar seu site, mas que não são exclusivamente para e-commerce. Muitas plataformas de e-commerce oferecem um período gratuito de teste, então aproveite e veja qual funciona melhor para o seu negócio online.

O que é necessário para abrir uma loja virtual?

O ideal é usar um ecossistema integrado sem complicações, que consiste na sua loja online, um processador de pagamentos, um PDV e até mesmo uma opção de crédito para pequenas empresas.

Which method is right for you?Sobre a autora

Carolina Walliter é escritora, tradutora, intérprete de conferências e editora-chefe do blog da Shopify em português do Brasil.

Post original em inglês: Alexandra Sheehan

Tradução e localização: Marina Borges

Você tem dúvidas sobre a Shopify?

Entre em contato a nossa Central de ajuda