ePacket: um guia com todas as perguntas que você sempre quis fazer

ePacket: um guia com todas as perguntas que você sempre quis fazer

Você já conhece o ePacket? Já considerou adotar esse método de envio na sua loja virtual, mas ainda tem algumas dúvidas?

Tranquilo: este post foi feito para ajudar a eliminar todas as suas perguntas.

Estamos vivendo um momento histórico, no qual um número cada vez maior de lojas está comercializando seus produtos online — e um número ainda maior de clientes está comprando itens vindos de outros países.

Se você trabalha no mundo do e-commerce, precisa estar a par das inovações e tendências do mercado e, claro, acompanhar a realidade cada vez mais competitiva do mundo virtual. Por isso mesmo, você já deve saber que uma das principais áreas a se observar é a de frete e forma de envio de produtos.

A novidade do momento, por exemplo, é o ePacket: um método para o envio de produtos que facilitou a vida de quem compra diretamente da China e, logo, trabalha com o rastreamento internacional.

Se você já usa o Oberlo ou o AliExpress para comercializar produtos por meio do dropshipping, este artigo é leitura obrigatória. Vamos descobrir um pouco mais sobre o funcionamento e os processos internos do ePacket?

Afinal, o que é o ePacket?

O ePacket é uma opção de envio de produtos disponível para fábricas e lojas situadas na China e em Hong Kong, que possibilita prazos de envio mais curtos para pacotes e encomendas.

Como modelo para envio internacional de produtos, o ePacket surgiu lá em 2011 — e foi projetado exclusivamente para o e-commerce, uma vez que tinha por objetivo reduzir os longos prazos de entrega dos produtos fabricados na China e em Hong Kong.

Antes do ePacket, o único método de envio disponível era o China EMS — aquele velho conhecido de muitos compradores e clientes, que dava o inesquecível prazo de dois meses para a entrega de um produto. É claro que existiam outras opções de envio internacional, mas todas eram extremamente caras (especialmente em se tratando de itens muito leves ou pequenos).

O que começou como uma solução rápida e econômica para o envio de produtos da China e de Hong Kong para os Estados Unidos se transformou em um verdadeiro fenômeno — e hoje já está disponível em mais de 40 países.


Você tem uma ideia de negócios?

Comece o seu teste grátis de 14 dias da Shopify hoje mesmo, sem precisar de cartão de crédito!

Como funciona o rastreamento de pacotes ePacket?

Uma das grandes vantagens do ePacket é o rastreamento internacional de encomendas sem custo adicional para os clientes. Além disso, todas as encomendas não entregues ao destino final serão devolvidas para o lojista ou empreendedor (também sem nenhum custo adicional), o que simplifica e agiliza o processo de reembolso.

Em sites como o eBay, o AliExpress e o Oberlo, o ePacket já consta como uma opção de envio para os produtos fabricados na China — no entanto, vale lembrar que qualquer loja ou e-commerce chinês pode usar essa opção de envio; basta que o pacote cumpra os requisitos estipulados.

E, já que tocamos nesse assunto...

Quais são os requisitos de tamanho e peso para encomendas enviadas como ePacket?

Quais são os requisitos de tamanho e peso para encomendas enviadas como ePacket?

Existem alguns requisitos de tamanho e peso para o envio de produtos via ePacket, afinal, a prioridade é garantir a agilidade e a facilidade de entrega.

Por isso mesmo, os pacotes podem ter no máximo 60 cm de comprimento; e o comprimento, peso e espessura do pacote inteiro não podem exceder os 90 cm.

É importante lembrar que o pacote também não pode pesar mais do que 2 kg, e que o valor total do produto que está sendo enviado não deve ultrapassar a marca de 400 dólares.

Por último, é claro, o pacote em questão deve obrigatoriamente ser enviado da China ou de Hong Kong para um dos 43 países que aceitam esse tipo de envio.

Quais são os países que utilizam e aceitam o ePacket?

Que bom que você perguntou, porque a gente tem a resposta. Dá só uma olhada nos países que aceitam encomendas via ePacket:

  • Alemanha
  • Arábia Saudita
  • Austrália
  • Áustria
  • Bélgica
  • Brasil
  • Canadá
  • Coreia do Sul
  • Croácia
  • Dinamarca
  • Espanha
  • Estados Unidos
  • Estônia
  • Finlândia
  • França
  • Gibraltar
  • Grécia
  • Holanda
  • Hong Kong
  • Hungria
  • Irlanda
  • Israel
  • Itália
  • Japão
  • Letônia
  • Lituânia
  • Luxemburgo
  • Malásia
  • Malta
  • México
  • Noruega
  • Nova Zelândia
  • Polônia
  • Portugal
  • Reino Unido
  • Rússia
  • Singapura
  • Suécia
  • Suíça
  • Tailândia
  • Turquia
  • Ucrânia
  • Vietnã

Viu só? O ePacket pode ser a chave que faltava para você finalmente expandir as operações da sua marca e mergulhar no envio internacional de produtos.

Atenção: A lista com os países foi atualizada pela última vez em abril de 2020.

Quanto tempo demora para um ePacket chegar no Brasil?

Vai depender de alguns fatores. Antes da pandemia, o prazo de entrega para o Brasil estava bem próximo do prazo estipulado para os Estados Unidos: entre 10 e 20 dias.

No entanto, desde meados de 2020, o prazo estipulado nas plataformas que vendem da China é de 30 a 40 dias — embora as entregas estejam sendo realizadas num prazo bem menor. Aliás, muita gente já tem experimentado prazos de entrega bem curtinhos: 8, 10 ou 12 dias para uma compra realizada no AliExpress.

Também é importante lembrar que o Brasil atualmente conta com um processo de liberação alfandegária meio lento, já que muitas compras internacionais estão sendo taxadas quando entram no país. 

Aliás, um aviso importante: agora, toda e qualquer encomenda internacional precisa chegar ao país com uma identificação do CPF/CNPJ do comprador.

Ou seja:

Pode demorar? Pode.

É por isso que é importante que você tenha uma política de prazo de entrega no site da loja — e é por isso, também, que é tão relevante manter uma comunicação transparente com os seus clientes e fornecedores.

    Como monitorar um pacote enviado como ePacket?

    Bom, há algumas maneiras de fazer isso.

    A primeira delas é checar em sites oficiais, como os Correios. Se ele ainda está na China, consulte o EMS ou algum serviço de rastreamento do China Post, como o China Postal Tracking.

    Outra opção é consultar sites criados unicamente para o rastreamento de produtos, como por exemplo:

    Se você comprou em sites como o AliExpress, basta acessar a sua conta e rastrear o pedido em “Meus Pedidos”.

    💡 Atenção: o China EMS e o China Post são serviços postais; o ePacket é um método de envio.

    Como posso verificar se a minha encomenda foi enviada como ePacket?

    Se o produto em questão foi comprado no AliExpress, basta acessar a aba “Meus Pedidos” e conferir os Detalhes da Compra. Você verá, na aba “Sobre o Pedido”, o método de envio que foi utilizado. Se o produto foi, de fato, enviado como um ePacket, haverá uma sinalização ao lado do número de rastreio.

    Não comprou pelo AliExpress e quer saber se o produto foi enviado como ePacket? Não tem problema: é só olhar o código de rastreamento recebido no e-mail de confirmação de compra. 

    Encomendas enviadas como ePacket geralmente apresentam a letra “L” logo no início. Não recebeu o código de rastreamento? Então provavelmente a encomenda não foi enviada como ePacket.

    Os meus clientes precisarão pagar taxas adicionais por conta do ePacket?

    É verdade que o ePacket precisa passar por etapas adicionais dentro dos processos alfandegários de alguns países — o que significa, possivelmente, o pagamento de algumas taxas extras. 

    Por isso mesmo, recomendamos entrar em contato com a Polícia Federal ou com outras entidades envolvidas no processo alfandegário e verificar em quais situações você, enquanto lojista, precisará arcar com esses custos.

    Outra opção é entrar em contato com o lojista chinês com quem você comprou e perguntar se há alguma taxa ou tarifa que precisa ser quitada assim que o produto chegar no país de destino. Como muitos lojistas já estão habituados a enviar produtos para outros países, eles provavelmente poderão tirar todas as suas dúvidas.

    O que o meu e-commerce de dropshipping ganha com isso?

    A verdade é que o ePacket, enquanto método de envio, precisa ser um dos fatores principais — ou até mesmo o mais importante — na hora de escolher os produtos que você quer vender. Uma vez que o ePacket reduz os prazos de entrega e otimiza a experiência de compra do cliente, ele pode ser um fator decisivo para o sucesso do seu e-commerce.

    Além disso, esse método de envio é também a opção mais segura para lojistas e também para clientes. Todos nós sabemos que os métodos de envio mais tradicionais (e especialmente aqueles que são extremamente caros) ainda são muito deficientes.

    Por último, vale lembrar que o ePacket é uma opção de envio que costuma ser totalmente gratuita ou então muito barata, o que faz dele um grande aliado para empreendedores e lojistas como você, que estão abrindo seus e-commerces e adotando o dropshipping no Oberlo.

    Está batendo aquele receio por conta da alta do dólar e dos reflexos da pandemia? Calma, a gente pode ajudar:

    E o que eu ganho com o ePacket?

    Se a sua base de clientes está situada perto de você (seja na mesma cidade, no mesmo estado ou no mesmo país), a sua grande vantagem é a agilidade na entrega.

    No entanto, é sempre bom lembrar que o mercado do e-commerce (e especialmente o do dropshipping) é um que passa por reformulações constantes. Por isso mesmo, é importante ter aquela atenção redobrada às necessidades dos seus clientes e tentar prever não só as próximas tendências, mas também os produtos que sem dúvida agradarão o público-alvo da loja.

    Como usar o ePacket na minha loja da Shopify?

    Se você tem uma loja hospedada na Shopify, é só uma questão de fazer alguns ajustes no admin da sua loja.

    E sim, dá para configurar mais de um método de envio. Na verdade, dá para trabalhar com encomendas internacionais via ePacket e incluir também os serviços de transportadoras locais, tudo num lugar só.

    Como posso encontrar um bom fornecedor na China e em Hong Kong?

    Tudo vai depender do nicho com o qual você está trabalhando, dos produtos que você quer vender e, claro, do quanto você pode gastar com os seus produtos.

    Se você já está usando o Oberlo para vender na sua loja, dá só uma olhadinha no vídeo abaixo, que vem recheado de dicas sobre fornecedores de dropshipping:

    ePacket e dropshipping: vale mesmo a pena?

    Seu objetivo é importar produtos da China? Trabalhar com o dropshipping? Otimizar as operações da sua loja virtual? Então vale a pena dar uma olhadinha nos benefícios do ePacket.

    E, se você ainda está com um pé atrás com essa história de dropshipping, que tal tirar uns minutinhos para ver o vídeo abaixo? Temos certeza de que ele vai complementar muita coisa que você viu neste post.

    Perguntas frequentes sobre ePacket

    O que é ePacket?

    O ePacket é uma opção para o envio internacional de produtos fabricados na China e em Hong Kong, projetada exclusivamente para o e-commerce. O objetivo é reduzir os longos prazos de entrega desses itens.

    Qualquer produto pode ser enviado por ePacket?

    Não. Existem alguns requisitos de tamanho e peso para o envio de produtos via ePacket: os pacotes podem ter no máximo 60 cm de comprimento; e o comprimento, peso e espessura do pacote inteiro não podem exceder os 90 cm. O pacote também não pode pesar mais do que 2 kg, e o valor total do produto não deve ultrapassar a marca de 400 dólares.

    O Brasil aceita ePacket?

    Sim. Mas, para garantir que os seus clientes não sejam taxados quando o produto chegar ao país, recomendamos entrar em contato com a Polícia Federal ou com outras entidades envolvidas no processo alfandegário.

    Dá para usar o ePacket na minha loja Shopify?

    Sim. O ePacket pode ser configurado como forma de envio no painel de admin da sua loja.

    Which method is right for you?Sobre a autora

    Carolina Walliter é escritora, tradutora e intérprete de conferências e, em parceria com a Shopify, faz a curadoria e a localização de conteúdo para o blog da Shopify em português do Brasil.

    Post original em inglês: Corey Ferreira

    Tradução e localização: Marcela Lanius

    Você tem dúvidas sobre a Shopify?

    Entre em contato a nossa Central de ajuda

    Tópicos: