Quer abrir uma loja virtual?

Dicas financeiras para lojistas de primeira viagem

Dicas financeiras para lojistas de primeira viagem economizarem no primeiro ano

Em janeiro de 2021, a Shopify conduziu uma pesquisa para descobrir quanto custa abrir uma empresa (artigo disponível em inglês). Com o estudo, percebemos que a realidade financeira do mundo dos negócios nem sempre correspondia às expectativas dos empreendedores. Na prática, os proprietários de pequenas empresas acabavam gastando o dobro do previsto no primeiro ano.

Precisávamos saber: o que deu errado com as previsões? Os lojistas gastaram demais em determinadas áreas? E o que poderiam ter feito para diminuir as despesas?

No fim das contas, detectamos algumas armadilhas em que quase todos os empreendedores caíram no primeiro ano. E, muitas vezes, elas poderiam ter sido evitadas. 

Para começo de conversa, recomendamos evitar os empréstimos sempre que possível. No entanto, se você fez um planejamento financeiro sólido e tem certeza de que isso pode ajudar sua empresa a crescer e alcançar suas metas, confira nossa calculadora de empréstimo para empresas para conseguir se organizar.


Que tal evitar as dores de cabeça e se planejar o quanto antes? Para ajudar, entrevistamos lojistas bem-sucedidos da Shopify para descobrir o que eles fariam de diferente no primeiro ano e que dicas financeiras eles dariam a novos empreendedores. 

Também reunimos os principais recursos do nosso blog para você se aprofundar em cada tópico. Se estiver começando a empreender, mantê-los à mão pode ser um primeiro passo fundamental.

1. Não ignore o planejamento financeiro

A primeira etapa para realizar seus objetivos financeiros é escrevê-los. Isso pode parecer óbvio, mas muitos empreendedores de primeira viagem consideram o processo de redigir um plano financeiro muito difícil ou desnecessário no começo, ignorando-o completamente. Se estiver tentado a fazer o mesmo, pense com cuidado, pois isso pode gerar problemas no futuro.

Com um planejamento financeiro, você consegue entender em que parte da jornada está, onde quer chegar e como alcançar esse objetivo, além de separar uma reserva de emergência, se necessário. Também consegue tomar decisões embasadas em situações difíceis e se lembrar do quadro geral e dos objetivos de longo prazo se ficar desanimado com a realidade cotidiana do empreendedorismo.

Mulher apoiada em uma mesa com planilhas financeiras
Foto: Burst

Baxter Snider, fundadora da Olives & Applesauce, comenta: “Descubra de quanto a empresa vai precisar para sobreviver nos primeiros seis meses, tudo nos mínimos detalhes. Qual é o seu prognóstico realista de vendas? E o volume que você considera ideal? O que acontecerá se essas metas não forem alcançadas? E mais: e se a sua empresa se tornar um grande sucesso e você superar todas as expectativas? Ambos os cenários exigem um plano de backup”.

Também é bom lembrar que, muitas vezes, apenas colocar seu plano no papel (ou na planilha) pode ajudar a economizar e manter o controle financeiro.

"Nossa pesquisa mostrou que empresas com planos financeiros e um orçamento definido conseguiram manter os custos baixos e lucrar mais no primeiro ano."

📚Recursos:

 

2. Amplie sua rede

Em termos gerais, quanto maior sua rede profissional, melhor. Cada pessoa que você conhece pode ser um cliente, parceiro em potencial ou consultor que traga dicas financeiras valiosas. Além disso, no começo, as parcerias podem ajudar a cortar gastos transformando seu tempo e suas habilidades em dinheiro. Por exemplo, quando abriu a empresa, a lojista Baxter Snider trocou um de seus produtos, um canguru para bebês, por uma foto do produto.

Mulher carrega bebê em um canguruA fundadora da Olives & Applesauce trocou um canguru por uma foto de produto | Foto: Olives & Applesauce

Também é fundamental lembrar que a maneira mais precisa de prever os investimentos necessários é conversando com proprietários de empresas semelhantes ou consultores da área.

Veja algumas dicas essenciais para cultivar relacionamentos com empreendedores que pensam como você e com consultores de pequenas empresas:

  • Para começar, use suas páginas pessoais do Facebook, Instagram e LinkedIn para avisar seus contatos sobre o novo empreendimento, explicar que tipo de ajuda você precisa e o que você oferece em troca. Participe de grupos do Facebook e do LinkedIn relevantes no setor ou para sua empresa, assim como de grupos mais gerais relacionados a pequenas empresas.
  • O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) é uma entidade privada com foco no desenvolvimento sustentável de micro e pequenas empresas. Além de cursos e eventos, a entidade também disponibiliza orientação financeira e de acesso ao crédito.
  • A Rede Mulher Empreendedora é uma rede de apoio ao empreendedorismo feminino. Promove eventos, oferece programas especializados e é signatária dos princípios de empoderamento da ONU Mulheres.
  • A Aceleração de Negócios LGBTIQ+  é um programa de Aceleração desenvolvido em parceria com a Aliança Nacional LGBTI+ e com a Micro Rainbow International Foundation para capacitar empreendedores da comunidade LGBTQIA+.
  • O Movimento Black Money fomenta o empreendedorismo negro conectando empresários e consumidores por meio de um marketplace. Também promove encontros e cursos e atua em alinhamento com a Agenda 2030 da ONU de desenvolvimento sustentável para o mundo.

3. Conheça ferramentas e apps gratuitos

Todo proprietário de pequena empresa gostaria de ter mais tempo e recursos à disposição. A boa notícia é que funcionalidades gratuitas não faltam hoje em dia para você economizar. 

Evite contratar funcionários e comprar programas de software caros até testar algumas ferramentas e saber exatamente o que é necessário. No começo, concentre-se em experimentar, vendo o que funciona e o que não funciona.

Confira algumas ferramentas e alguns aplicativos gratuitos para você se planejar sem gastar:

  • O Hatchful ajuda a criar logotipos profissionais e recursos para mídias sociais, sem exigir conhecimento em design.
  • O Burst permite buscar e fazer download gratuito de fotos para seu site ou para uso comercial.
  • O Calima é um software contábil gratuito e 100% na web que conta com versões gratuita e paga.

SAIBA MAIS: se estiver começando, confira as ferramentas gratuitas da Shopify, que incluem desde criadores de logo até modelos de pedido de compra. E, se você já decidiu abrir sua loja conosco, a App Store da Shopify tem milhares de aplicativos gratuitos para ajudar a expandir sua empresa e economizar.

Apps de finanças gratuitos da ShopifyApps de finanças gratuitos da Shopify | Foto: App Store da Shopify

📚Recursos:

4. Invista em pesquisa de produto e valide sua ideia

Com sua ideia de produto em mente, talvez você se sinta inclinado a começar logo a produzir, mas isso pode se tornar um grande fardo financeiro sem fazer uma pesquisa de produto ou validar sua ideia primeiro.

Se a ideia é investir em fabricação própria, é essencial passar boa parte do primeiro ano se dedicando a pesquisa e desenvolvimento. E, depois de ter um protótipo, é preciso garantir que outras pessoas vão gostar tanto do resultado quanto você. 

Com a validação, você conseguirá um produto que as pessoas queiram e comprem para não desperdiçar tempo, dinheiro e esforço em uma ideia que não vai vender.

Mesa vista de cima com diversos esboços e protótiposFoto: Burst

 Há várias maneiras de validar suas ideias de produto, como:

  • Falar sobre sua ideia com familiares e amigos
  • Fazer uma pesquisa online para obter comentários
  • Criar uma campanha de crowdfunding
  • Pedir feedback em fóruns de discussão
  • Pesquisar a demanda online usando o Google Trends
  • Desenvolver uma página de pré-lançamento para despertar interesse por meio de listas de e-mail ou pré-venda.

No mesmo estudo sobre como abrir uma empresa, descobrimos que os lojistas que foram direto para o desenvolvimento de branding e marketing do produto, sem investir tempo suficiente em pesquisa e validação, gastaram em dobro quando precisaram repensar o design de produto mais tarde. 

Marcia Hacker, fundadora da Sauipe Swim, comenta: “Olhando agora, vejo que deveríamos ter dado um passo para trás para descobrir como desenhar nossas roupas de banho do jeito certo. Acabamos nos apressando, e passei muitos anos compensando o problema. Além disso, financeiramente, ainda estou pagando muitos dos erros do começo. Nós investimos tanto na embalagem e na fotografia de produto, sem ter uma base sólida, que ficamos deslumbradas. Avalie seu mercado. Siga concorrentes bem-sucedidos por alguns meses e veja como eles atuam. Deixe para investir no supérfluo depois”.

"Lição número um: não apresse a pesquisa de produto. Avalie seu mercado. Siga concorrentes bem-sucedidos por alguns meses e veja como eles atuam. Deixe para investir no supérfluo depois."

📚Recursos:

5. Reserve uma verba de marketing baixa e monitore

Para startups, pode ser difícil criar uma estratégia de marketing, principalmente se os recursos e o conhecimento forem limitados. E, mesmo que não seja o caso, investir demais em anúncios pagos não garante vendas.

Em nossa pesquisa, descobrimos que empresas que tiveram um gasto maior em marketing no primeiro ano tiveram uma receita menor. Uma boa dica é gastar entre 5% e 8% do orçamento total em marketing no primeiro ano.

"Em nossa pesquisa, descobrimos que empresas que tiveram um gasto maior em marketing no primeiro ano tiveram uma receita menor."

Antes de criar campanhas sofisticadas, as seguintes táticas devem ser aplicadas:

  • Escolha os canais de mídias sociais certos para sua marca. Depois de escolher as plataformas, garanta que a marca apareça de maneira consistente e constante em todas elas.
  • Otimize seu site para vendas. Leva apenas um segundo para que um cliente crie uma impressão do seu site. Dessa forma, tudo precisa ser excelente, desde a navegação da página inicial e a velocidade do site até a experiência de checkout.
  • Amplie sua lista de e-mail. Você pode oferecer descontos para quem se inscrever na lista de e-mail ou usar as mídias sociais para dar brindes em troca de informações de contato. Outra ideia é usar uma página “em breve” para fazer esse pré-lançamento.
  • Recompense a fidelidade. Da perspectiva financeira, é mais viável vender para clientes leais do que encontrar novos consumidores. Considere um programa VIP para seus clientes fiéis ou ofereça a eles um desconto em troca de indicações.
  • Experimente fazer divulgação cruzada com marcas complementares. A promoção cruzada permite fazer parcerias com empresas que complementam a sua, com uma marca divulgando a outra.
  • Conheça os microinfluenciadores do seu mercado. É possível que alguns deles estejam interessados no seu produto. Que tal oferecer a eles alguns brindes em troca de uma citação? Outra boa ideia é oferecer descontos ou mimos para os seguidores.
  • Identifique métricas-chave de desempenho (e monitore-as). É importante se familiarizar com o Google Analytics para ver como o seu site está se saindo e onde você está perdendo público. E, se estiver fazendo campanhas pagas, calcular os custos de aquisição de novos clientes é uma forma de ver se os seus esforços de marketing estão funcionando. 

📚Recursos:

6. Organize sua estratégia de envio

Na era do frete grátis, os lojistas menores acabam enfrentando a dura concorrência de corporações como a Amazon. Grandes marcas com altos volumes de envio conseguem negociar valores melhores com transportadoras, mas as pequenas empresas com volumes mais baixos não têm poder de barganha. Normalmente, isso significa que precisam se contentar com taxas altas, além de absorver os custos de envio se quiserem oferecer aos clientes um frete acessível.

Caixa de transporte de papelão vista de cima com mãos posicionando um produto dentro delaFoto: Burst

Portanto, antes de agir, pergunte-se:

  • Você vai transferir o custo total do frete para o cliente, cobrar uma taxa fixa ou absorver o custo de envio?
  • Vai usar a embalagem gratuita da transportadora ou uma embalagem com a marca própria?
  • Você vai oferecer envio internacional?
  • Vai oferecer seguro e rastreamento dos pedidos?

A sua resposta a essas perguntas afeta seus custos gerais, por isso, vale a pena entendê-las ainda no começo para alocar um orçamento adequado.

Para facilitar a sua vida, a Shopify tem diversas ferramentas para configurar o frete e incluir a tarifa das transportadoras locais. Baixe agora seu app de logística.

📚Recursos:

7. Conheça suas obrigações fiscais (ou contrate alguém para fazer isso)

A legislação fiscal é complexa e pode mudar com frequência. Por isso, ficar atento às suas obrigações fiscais é fundamental para evitar multas substanciais. Mais do que isso, entender as leis relacionadas significa que você pode conquistar algumas vantagens financeiras.

Veja algumas dicas para ter em mente no primeiro ano:

  • Guardar os recibos da sua empresa faz a diferença. Tarifas de estacionamento relativas a compromissos profissionais e o café que você compra para o escritório são exemplos de custos que pesam ao longo do tempo, mas, com os recibos, podem ser descritos como despesas da empresa.
  • Encontre abatimentos relacionados à sua casa. Se a sua empresa funciona em casa, você pode deduzir uma parte das despesas residenciais, como aquecimento, eletricidade e outras manutenções.

      Ainda assim, recomendamos que você invista em um contador profissional para entender melhor a legislação. Na verdade, quando falamos com proprietários de empresas em nossa pesquisa, “contratar um contador” foi um conselho para novos empreendedores que apareceu várias vezes.

      Mesa vista de cima com calculadora, notebook e materiais de escritórioContratar um contador é uma das principais dicas dos lojistas da Shopify | Foto: Burst

      Veja o que um lojista comentou:

      "Percebi que tinha duas opções: continuar fazendo minha contabilidade e impostos para economizar, o que me custaria alguns dias de trabalho, noites sem dormir e o jogo de futebol do meu filho. Ou poderia contratar um contador que faria tudo isso em 30 minutos e me daria tempo para me concentrar na minha empresa."

      Ainda não está na Shopify?

      Veja alguns motivos para abrir sua empresa com a Shopify. Com a Shopify, você pode: 

      • Criar um site e uma marca profissionais sem entender de programação ou design por valores que começam em US$ 29,00/mês.
      • Divulgar seus produtos e criar campanhas de marketing pelo Shopify Email ou por qualquer um de nossos parceiros de canais, como Facebook e Google.
      • Escolher entre milhares de apps gratuitos ou acessíveis para ajudar a expandir e gerenciar sua empresa.
      • Contratar um dos especialistas aprovados pela Shopify para tarefas das quais você não consegue dar conta.
      Ilustração: Isabella Fassler

      Perguntas frequentes sobre finanças para pequenas empresas

      Onde posso encontrar dicas financeiras para manter minhas finanças equilibradas?

      Você pode entrar em contato com outros proprietários de empresas ou especialistas do setor. Também pode participar de grupos no Facebook e no LinkedIn para encontrar dicas e entrar em contato com entidades especializadas, como o Sebrae.

      Onde posso encontrar ferramentas gratuitas para me organizar sem gastar?

      A Shopify tem várias ferramentas gratuitas para você investir na sua empresa sem gastar, como um criador de logos e uma calculadora de margem de lucro, entre outros.

      Como faço para acertar em cheio na minha ideia de produto?

      Invista em pesquisa e desenvolvimento, crie um protótipo e peça a opinião de amigos e conhecidos. Você pode fazer uma pesquisa online para ver o que o público acha da sua ideia antes de partir para a produção.

      Which method is right for you?Sobre a autora

      Carolina Walliter é escritora, tradutora, intérprete de conferências e editora-chefe do blog da Shopify em português do Brasil.

      Post original em inglês: Roxanne Voidonicolas

      Tradução e localização: Natália Mazzilli

      Você tem dúvidas sobre a Shopify?

      Entre em contato a nossa Central de ajuda

      Tópicos: