Como criar um logotipo de cair o queixo em 7 passos

Como criar um logotipo de cair o queixo em 7 passos

Tente lembrar do pior logotipo que você já viu na vida.

Consegue se lembrar de algum? Caso não consiga, não precisa se preocupar.

Isso acontece por um motivo: logotipos bons, criativos e interessantes sobrevivem; os ruins, não.

É por isso que a criação de logotipos é um processo tão diferente da criação de outros materiais que compõem a identidade visual de uma marca. Banners, anúncios e posts nas redes sociais possuem particularidades e requisitos específicos de design, mas nenhum tem como objetivo primeiro o do logotipo: ser imediatamente associado à marca.

É claro que o seu logo não é a sua marca: uma marca leva muito mais tempo e demanda muito mais esforço para ser construída. Contudo, o logotipo é criado para atuar como a “imagem” da marca: uma identificação visual instantânea da loja. Uma vez criado e aprovado, o logo estará presente no site, nos produtos, nos cartões de visita, no material de marketing, nos e-mails da loja e em qualquer outro espaço de comunicação da marca.

É por isso que você precisa ter o seu próprio logo; e, de preferência, o logo perfeito, e um que não seja só mais um peixinho no oceano.

E quer saber qual é a melhor parte? Dá para criar um logo mesmo com um pequeno orçamento. Neste guia, vamos mostrar como criar um logo perfeito em apenas 7 passos.

Por que criar um logo próprio?

Antes de mostrarmos como criar um logotipo, precisamos falar sobre a importância de desenvolver seu próprio logotipo para a marca.

Um bom logo ajuda a ampliar o alcance da marca e permite que você possa se conectar com um número ainda maior de clientes em potencial. Além disso, o logotipo simboliza a personalidade e a identidade da marca para o público geral. Na mente dos clientes, o logo é a sua marca: um é indissociável do outro.

É uma associação poderosa e, a seguir, listamos alguns motivos para isso:

  • Pessoas aprendem melhor com pistas visuais: se você quer comunicar algo importante da marca para os clientes, faça isso com imagens e não com palavras.
  • A existência do logo permite a criação de novos produtos da marca: é sempre bom poder contar com um mimo ou uma lembrancinha da marca para poder distribuir em eventos, feiras e bazares. Com um logo em mãos, você pode criar camisetas, canecas, canetas e outros itens personalizados para distribuir entre clientes em potencial e garantir que eles se lembrem da marca quando chegar a hora da compra.
  • O logotipo funciona como uma base visual para a criação de um projeto de design gráfico: estabelecer uma identidade consistente é crucial para o sucesso de uma marca. O logotipo, portanto, pode funcionar como a base para todo o projeto gráfico da loja, e isso inclui elementos como site, material publicitário e muito mais.
  • Um elemento para se destacar da concorrência: em alguns casos, símbolos e ícones acabam sendo associados com alguns setores específicos (é só pensar nas centenas de lojas e empresas do ramo de saúde que utilizam uma variante do símbolo da cruz vermelha em seus logos). Se o seu nicho ou setor já é bastante concorrido, vale a pena pensar em um logo que possa realmente se destacar.

Quando consideramos as vantagens e os benefícios que a criação de um logotipo pode trazer, não é difícil entender os motivos que nos levaram a dizer, ali em cima, que você precisa ter um logo. 

Além disso, não ter um logotipo pode acabar criando uma identidade negativa para a loja, fazendo com que você pareça pouco profissional.

Como criar um logotipo do zero

Illustration of three characters holding various letter 'I's" all in a different style and font, as a metaphor for how to design a logo. Type is one of the considerations.

 

Ok, você decidiu seguir o nosso conselho e agora vai criar um logo. Qualquer que seja o caminho escolhido (afinal, você pode optar por fazer tudo por conta própria, contratar um designer ou usar um gerador de logos), você obrigatoriamente terá que passar pelas sete etapas abaixo:

1. Desenvolver uma identidade para a marca

“Identidade da marca” é um termo guarda-chuva, usado para tratar dos elementos visuais que compõem uma marca e que se comunicam com o nome da marca: cores, logo design, template e por aí vai. Esses elementos visuais são também os responsáveis por construir o lado público da marca e o modo como ela é percebida pelos clientes.


Você tem uma ideia de negócios?

Comece o seu teste grátis de 14 dias da Shopify hoje mesmo, sem precisar de cartão de crédito!

Antes de começar a criar o seu design de logo, é essencial que você tenha ao menos uma ideia mais geral do tipo de identidade de marca que deseja criar.

Para começar, tente responder as três perguntas abaixo:

  • Por que você abriu o seu próprio negócio?
  • Quais são os valores que regem sua empresa ou loja?
  • O que diferencia sua loja ou empresa da concorrência?

Antes de começar a rascunhar logotipos, antes de escolher as cores e antes de definir o projeto estético e o design, você precisa se perguntar quem é você, empreendedor ou empreendedora (e que loja é essa que você criou).

Não é obrigatório e nem necessário conseguir elaborar as respostas imediatamente: essas perguntas exigem um tempo de reflexão, pois precisam de respostas completas. A ideia é que essas respostas possam ajudar você a criar um logotipo capaz de traduzir sua marca em uma imagem.

Leitura recomendada: Brilhe na multidão: como criar uma marca do zero em 7 passos

2. Buscar inspiração no design de logo de outras lojas

Dar o primeiro passo é sempre a parte mais difícil de qualquer processo criativo. Mas, se a sua mente estiver pipocando de ideias, pior ainda!

A chamada paralisia por análise acontece quando temos muitas ideias e, em vez de tomar uma decisão, empacamos.

Para evitar esse cenário, a melhor coisa a fazer é pensar no processo criativo não como uma folha em branco, mas sim como um quebra-cabeças: o logo ideal já está guardadinho na sua cabeça. É só uma questão de juntar as peças para poder encontrá-lo.

Outra coisa que pode auxiliar no processo é aprender a “falar a língua” dos logos: entender como eles funcionam, de que forma eles representam as marcas e onde eles são exibidos. 

Para isso, é essencial que você dedique algum tempo a uma pesquisa especializada na internet. Sempre que encontrar um bom logotipo, tente listar os motivos que, na sua opinião, fazem ele ser um bom logo.

Se você preferir, também pode realizar uma busca pelas redes sociais, usando como base algumas hashtags específicas para encontrar o tipo de arte que você está buscando.

Dada a natureza altamente visual do Instagram, a plataforma é um dos melhores canais para isso. Tente buscar por hashtags como #logo, #logodesigns, #logodesigner, #graphicdesign e #graphicdesigner.

3. Escolher cores compatíveis com a marca

Illustration of two characters playing with oversized paint swatches to reflect the idea of choosing the right colour for your logo.

 

As cores são extremamente importantes para gerar estímulo visual: além de impactarem diretamente o humor das pessoas, elas também têm um papel central na tomada de decisões.

A paleta de cores escolhida para o logotipo vai determinar as cores que serão utilizadas no site, no feed das redes sociais, nos e-mails de marketing e em qualquer outro espaço no qual um cliente em potencial possa interagir com a marca. Embora não exista algo como “a melhor cor” para ser utilizada, é bom lembrar que cada uma delas passa uma ideia diferente.

Experimente diferentes combinações de cor para verificar como elas podem alterar a identidade do logo.

Com a cor principal escolhida, passamos para a próxima etapa.

Leitura recomendada: Como criar uma identidade visual incrível para a sua marca

4. Escolher o design e o estilo dos caracteres

É verdade que um logotipo dificilmente vai usar muitas palavras por escrito. No entanto, o estilo dos caracteres que eventualmente serão utilizados deverá ser reproduzido também no site da loja, nos e-mails da marca e em inúmeros outros materiais que serão criados.

Para manter uma consistência entre marca e logo, é importante definir desde cedo o estilo desses caracteres (mesmo que seu logotipo seja composto unicamente por imagens).

Assim como a busca pelo logotipo ideal, a busca pela fonte ideal não é um processo simples. Mesmo que você ainda não tenha encontrado a fonte que deseja utilizar na loja, é possível reduzir o número de opções utilizando como parâmetros alguns fatores essenciais para a identidade da marca.

5. Fazer (muitos) rascunhos e esboços

Agora começa a parte mais divertida, e mais trabalhosa também: criar o próprio logo, e colocar todas as ideias de identidade visual e design no papel.

Você pode fazer isso de três formas:

  • Manualmente, ou seja: rascunhar e desenhar o logo com as suas próprias mãos e talento
  • Contratar um designer profissional, que criará um logo de alta qualidade e ainda forncerá materiais de alta resolução para a identidade visual da loja
  • Usar um criador de logo online (já vamos falar mais sobre essa última opção! É só continuar a leitura sobre como criar um logo).

6. Pedir feedback

O processo criativo é algo bem subjetivo, então não precisa se ater a todos os nossos passos quando chegar a hora de criar o seu logo. A única coisa que queremos destacar é que a criação de logotipos envolve um longo processo de tentativa e erro. Se as coisas não funcionarem logo de cara, tenha calma: uma hora tudo se ajeita.

Se você chegar numa fase que já não consegue mais diferenciar entre modelos ruins e bons, pode ter certeza de que está na hora de pedir feedback.

Por mais que seja possível pedir feedback para praticamente qualquer pessoa que você conheça, tente escolher pessoas com opiniões variadas e que, de preferência, compartilhem dos dados demográficos do seu público-alvo.

O segredo para receber um bom feedback é fazer perguntas específicas sobre o próprio logo: se ele influencia a forma como essa pessoa entende a marca, o tipo de imagem que ele traz à mente e por aí vai. Não adianta muita coisa saber se o logotipo é “bom” ou “ruim”.

Abaixo, algumas perguntas que você pode utilizar no processo:

  • Qual é a primeira coisa que chama sua atenção no logo?
  • Como você descreveria a marca que ele representa?
  • Qual elemento do logotipo foi o mais memorável?
  • Você ficou confuso com ou não entendeu alguma parte do­­ conceito?
  • Se você pudesse remover ou alterar alguma coisa no design, o que seria?

7. Otimizar e refinar

Os ajustes meticulosos e milimétricos que fazem parte do processo de criar um logo podem acabar alterando a sua percepção do produto final, fazendo com que você se esqueça mesmo dos motivos que te levaram até aquele design.

A fase de feedback, no entanto, é o momento que vai reforçar os pontos positivos do logo: é bem provável que você acabe percebendo a necessidade de pequenos ajustes para ressaltar um ou outro aspecto importante, ou então receba feedbacks elogiando uma qualidade que você sequer tinha notado no desenho.

Usar um criador de logos online ou não: eis a questão

Agora que já discutimos todo o processo de criação de logo, está na hora de lidarmos com uma pergunta bem comum: é melhor criar um logotipo online ou contratar um designer para fazer isso?

Criar um logotipo exclusivo, simples e cativante não é uma tarefa simples. Mas... Qual é o valor médio de um logo? Ou melhor, quanto esse processo deve custar?

A resposta é: depende.

Tudo vai depender da experiência do profissional e do tipo de serviço que você está buscando. Não à toa, um logo pode ser incrivelmente caro, baratíssimo ou pode até sair de graça. Vale destacar, no entanto, que a qualidade subjetiva do processo de criação de logos pode acabar fazendo com que o resultado final seja bem diferente daquele que você estava esperando.

Se você está considerando a possibilidade de contratar um designer, recomendamos levar em conta as quatro perguntas abaixo:

  • Eu tenho orçamento para isso? 
  • Posso me dar ao luxo de investir em um logo só para descartá-lo quando o projeto ficar pronto? 
  • Tenho tempo para me dedicar a esse projeto e trabalhar com o designer?
  • Eu tenho um bom olho para a parte de design?

É sempre bom lembrar que, ao contratar um designer, você estará pagando pelo tempo de trabalho daquele profissional e não apenas pelo logo. 

Além disso, projetar um logo não é ficar esperando a inspiração aparecer, colocar algo no papel e voilà. O processo de criação é um de natureza colaborativa, e muitos designers costumam apresentar vários rascunhos e ideias ao longo do processo para garantir que o cliente esteja satisfeito.

Como usar um criador de logo online

Contratar um profissional dedicado ou mesmo um freelancer temporário para elaborar o design do logo pode não ser uma opção viável para lojistas que acabaram de abrir uma nova loja virtual.

Se você está nesse grupo, que tal usar um criador de logo online?

Criador de logo online: as 5 melhores ferramentas

Criador de logo online: as 5 melhores ferramentas

Se você está sem dinheiro para investir num freelancer e não tem muito tempo para se dedicar ao trabalho criativo, uma ferramenta online vai ser a melhor opção.

Por mais que existam centenas de geradores online de logotipo, é sempre bom redobrar a atenção: sites de má qualidade normalmente geram designs e modelos de má qualidade.

Foi pensando nisso que separamos os cinco melhores geradores de logotipo do mercado:

1. Hatchful by Shopify: o Hatchful é o criador de logo da Shopify, criado sob medida para o setor do e-commerce. Para utilizá-lo, você precisa primeiro responder algumas perguntas sobre a sua marca e sobre seu nicho. Depois disso, o Hatchful vai selecionar alguns designs e você poderá customizar fontes, cores, ícones e layouts. 

A grande vantagem do Hatchful é o fato de que todo o processo de criação leva em conta a presença da marca no e-commerce e os espaços no qual o logotipo será utilizado. A ferramenta também gera pacotes totalmente gratuitos com versões em alta resolução do logo, para que você possa utilizá-lo nas redes sociais, em e-mails, panfletos, cartões de visita e muito mais.

2. Canva: o Canva possui uma série de ferramentas e recursos imperdíveis para quem está no embalo do “crie seu próprio logo”, e a melhor parte é que o gerador de logotipo é totalmente intuitivo, conta com inúmeras opções de design e está disponível em português! 

Você pode incluir o nome da marca no logo e baixar arquivos de alta qualidade, prontos para serem utilizados em cartões de visita e outros materiais da loja.

3. LogoMakr: o LogoMakr está disponível apenas em inglês, mas é tão simples de usar que a barreira de idiomas provavelmente não será um problema. Com mais de um milhão de gráficos e imagens e um processo bem intuitivo de edição, esse gerador de logo não podia ficar de fora da nossa lista.

4. Ucraft: essencial para quem está querendo um design minimalista, o Ucraft trabalha com apenas três elementos (texto, ícones e formas). Pode parecer pouco, mas, muitas vezes, a simplicidade basta.

5. MarkMaker: por último, o MarkMaker, uma ferramenta que, mesmo com opções bem limitadas de customização, ganhou fama por ser simples e intuitiva. O MarkMaker é ideal para quem nunca criou um logotipo na vida, pois gera inúmeras opções e vai selecionando novas sugestões com base nos resultados que você selecionar.

Os cinco geradores de logo acima, é claro, têm seus prós e contras. Por isso mesmo, a melhor coisa a fazer é conferir todos eles e ver com qual você se sente mais à vontade.

A maior vantagem dessas ferramentas é a possibilidade de criar um logotipo em poucas horas. No entanto, como é um resultado montado a partir de um banco de dados público, há sempre o risco de encontrar uma outra marca com um logotipo bem similar ao seu.

Por fim: crie o seu logo

Marcas com uma forte presença no mundo dos negócios costumam ter logotipos que refletem essa identidade. Pode parecer assustador ter que definir a identidade da sua marca logo no início, mas é uma etapa importante e que não deve ser apressada.

Por último, vale lembrar que é sempre importante priorizar a qualidade. O fato de que você ainda não tem um bom orçamento para a parte criativa da loja não é desculpa para sacrificar um elemento tão relevante como o logotipo da marca.

Ilustrações de Eugenia Mello

Perguntas frequentes sobre criação de logo

Por que criar um logo para minha loja?

Um bom logo ajuda a ampliar o alcance da sua marca e permite que você possa se conectar com um número ainda maior de clientes em potencial. Além disso, estabelecer uma identidade consistente é crucial para o sucesso de uma marca, e o logo pode funcionar como a base para todo o projeto gráfico da loja (site, material publicitário, fotos de perfil nas redes sociais, cartões de visita e mais).

Posso usar um criador de logo online?

Sim. Um criador de logo online pode criar logotipos de alta resolução em poucos instantes, e muitos são gratuitos. Se você está com pouco fluxo de caixa ou simplesmente não conta com o orçamento para contratar um criador profissional, vale a pena seguir a linha do “crie um logo você mesmo”.

Como um logo pode ajudar a minha loja?

Ter um próprio logotipo, seja ele fruto de um criador de logo online ou de um designer profissional, vai ajudar a consolidar a sua marca dentro do mercado. Isso também significa que a confiança dos consumidores e clientes em potencial pode aumentar, o que contribui para o alcance da sua loja dentro das redes sociais e do mundo do e-commerce.

Which method is right for you?Sobre a autora

Carolina Walliter é escritora, tradutora, intérprete de conferências e editora-chefe do blog da Shopify em português do Brasil.

Post original em inglês: Evan Ferguson

Tradução e localização: Marcela Lanius

Você tem dúvidas sobre a Shopify?

Entre em contato a nossa Central de ajuda