Como vender no Mercado Livre: o passo a passo para sua loja decolar

Ilustração mostra um homem segurando um celular do tamanho do tronco dele, apontando para a tela, onde são mostrados ícones de produtos. Acima do celular, há um cartão de crédito, e atrás do homem há um ícone com uma bolsa de compras.

Vender na internet é uma empreitada que já vinha crescendo e ganhou ainda mais fôlego com a pandemia do coronavírus. Se você não quer ficar de fora dessa tendência e quer aprender como vender no Mercado Livre, este artigo é para você.

O nome já dá a dica: é um canal de vendas que dá bastante liberdade para realizar transações, tanto para os compradores quanto para os vendedores. É claro que há regras para proteger ambas as partes, mas a flexibilidade que o Mercado Livre oferece é interessante para quem quer trabalhar com vendas online.

Mas o que é o Mercado Livre? Vale a pena vender nessa plataforma, ou é melhor montar uma loja virtual? E como vender no Mercado Livre e, é claro, ter sucesso? Continue lendo para descobrir as respostas dessas perguntas!


O que é Mercado Livre?

Ilustração mostra quatro barraquinhas de uma feira, lado a lado, cada uma expondo produtos diferentes e com os feirantes à frente de suas respectivas barraquinhas.

O Mercado Livre é um marketplace e funciona como uma grande feira ou um shopping virtual. Trata-se de um espaço online em que lojistas podem anunciar seus produtos e alcançar um público bastante diverso.

Se você já usou o Mercado Livre ou outros marketplaces, já deve saber como funciona para o comprador: quando o usuário pesquisa por uma palavra-chave, o site apresenta diversos anúncios que correspondem à busca, dando ao usuário a oportunidade de comparar e escolher o item de melhor custo-benefício.

Este é o principal atrativo do Mercado Livre: tanto consumidores quanto anunciantes têm bastante autonomia no processo de compra e venda.

Vantagens do Mercado Livre

Antes de a gente entrar nos pormenores de como vender no Mercado Livre, é importante conhecer um pouco mais as vantagens de usar esse marketplace como canal de vendas. Vale a pena avaliar se essa é a melhor opção para seu negócio, seja você um lojista estabelecido ou uma pessoa empreendedora que quer tirar uma renda extra.

1. É uma plataforma intuitiva e fácil de usar

Um dos principais benefícios de vender no Mercado Livre é a facilidade de uso. A plataforma foi justamente criada para que pessoas como você e eu pudéssemos vender produtos sem nenhum tipo de complicação.

Por ser muito intuitiva e oferecer uma boa experiência para o usuário, você não vai ficar brigando com interfaces complicadas, nem vai ter que quebrar a cabeça para administrar suas vendas.

A facilidade de uso faz do Mercado Livre um excelente canal alternativo de vendas — lembrando sempre que o ideal é você ter sua loja virtual como canal principal.

2. É uma plataforma acessível

Ilustração mostra três pessoas, duas de pé e uma, ao meio, sentada. A primeira, à esquerda, segura um cofrinho de porco. A segunda e a terceira seguram notas de dinheiro.

Começar a vender no Mercado Livre tem um custo inicial relativamente baixo. O marketplace não cobra nada para abrir uma conta; em vez disso, você paga comissões em cima das suas vendas.

Como você não paga nada para ter uma conta, o Mercado Livre pode ser uma ótima ferramenta para seu e-commerce começar a atrair clientes e vender mais.

Se você quiser aumentar ainda mais sua visibilidade dentro do marketplace, você tem a opção dos anúncios pagos. No entanto, a exposição dos produtos sem a ajuda de anúncios já é bastante vantajosa.

3. Tem um alcance impressionante

Ilustração mostra ícones conectados em rede. Ao centro da rede, está o símbolo usado para rede de internet. Ao redor desse símbolo, há outros ícones de nuvem e de chat, além de quatro pessoas conectadas a ela, cada uma segurando um dispositivo móvel.

Não é à toa que o Mercado Livre se tornou a maior plataforma de e-commerce da América Latina: o alcance do Mercado Livre é imbatível.

📊 Dados sobre o Mercado Livre

  • A receita líquida do marketplace no Brasil cresceu 101% no segundo trimestre de 2021
  • A operação da empresa no Brasil corresponde a mais de 55% da receita líquida total da empresa
  • O Mercado Livre atingiu a marca de 75 milhões de usuários únicos ativos, um aumento de 47% em relação ao mesmo período em 2020
  • O volume de vendas chegou a US$ 7 bilhões, e o Brasil é o principal motor desse incremento

Vender no Mercado Livre traz mais exposição para sua loja, pois você tem acesso a um público que já está navegando pela plataforma em busca de produtos como os seus ou, pelo menos, dentro do seu nicho de mercado.

Ao vender pelo Mercado Livre, você estará expondo seus produtos à base de usuários gigantesca que a plataforma conquistou.

Sem contar que marketplaces como o Mercado Livre costumam ranquear muito bem em pesquisas no Google, e há chances de essas buscas direcionarem os usuários direto para os seus produtos.

Checklist de SEO para ecommerce

Quer otimizar sua loja virtual para ela ranquear melhor nos resultados de pesquisa? Baixe a nossa checklist gratuita de SEO para e-commerce.

4. Dá mais credibilidade para sua loja virtual

Ilustração mostra dois homens, um em cada lateral da imagem. À esquerda, um homem segura uma maleta. À esquerda, um homem está diante de um laptop. Há uma imagem destacada no centro, onde os dois homens aparecem dando um aperto de mãos.

Como você bem deve saber, é difícil abrir um negócio do zero. Além de todos os desafios inerentes ao processo, tem a questão da clientela: se ninguém conhece sua loja, se não há informações disponíveis sobre seus produtos e serviços (como avaliações e relatos de outros clientes), fica complicado provar a confiabilidade do seu negócio.

É por isso que muitos consumidores recorrem a um marketplace como o Mercado Livre. Trata-se de uma empresa com uma boa reputação, e ao vender no Mercado Livre, é como se você pegasse emprestada a imagem positiva que o público tem da gigante do e-commerce, mostrando que sua loja virtual é de confiança.

Para quem ainda está descobrindo como vender no Mercado Livre, pode parecer que essa dificuldade de conquistar os primeiros clientes seja a mesma, mas não é.

Dentro do marketplace, sua loja pode se aproveitar do respaldo e da segurança que o Mercado Livre dá para os clientes e convencê-los a fazer a primeira compra.

E mesmo que sua loja virtual seja nova no mercado, dentro do marketplace, você tem a chance de se destacar e conquistar as primeiras vendas ao oferecer condições mais atraentes — por exemplo, preços mais baixos ou melhores condições de frete e entrega.

Então vale a pena vender no Mercado Livre?

Ilustração mostra quatro pessoas, lado a lado, cada uma com um balão de diálogo e uma interrogação dentro.

Você, que já está há um tempo pesquisando sobre como vender no Mercado Livre, já deve imaginar que não tem uma resposta definitiva para essa pergunta. Os objetivos de seu negócio é que vão determinar se vender pelo Mercado Livre vale a pena.

Apesar de o Mercado Livre ser uma ótima solução para quem quer começar a vender mas não sabe como, talvez seu negócio se torne insustentável no longo prazo.

Se você não quer abrir um e-commerce seu e prefere ter o Mercado Livre como seu único canal de vendas, é importante estar ciente de algumas desvantagens da plataforma.

  1. O espaço não é seu: você tem pouco controle em relação ao que acontece, pois é apenas um usuário da plataforma. As mudanças e decisões são feitas unilateralmente pelo Mercado Livre, como aumento das comissões e até mesmo o encerramento das atividades do site. Se o Mercado Livre é seu único canal de vendas e, da noite para o dia, a empresa fecha as portas, você perde tudo o que você conquistou.
  2. O valor da comissão pode ser alto: a comissão cobrada varia de acordo com a categoria e o valor do produto. Em geral, a comissão fica entre 11% e 19%, e o Mercado Livre cobra ainda uma taxa em cima de produtos com valor mais baixo. A depender do volume de vendas e do valor agregado dos produtos, as comissões podem ser bem onerosas para seu negócio.
  3. Sua marca tem pouca visibilidade: Apesar do potencial de expor seus produtos a um grande público, essa “visibilidade” não costuma se estender à identidade da marca. Isso porque o consumidor costuma associar a compra ao Mercado Livre e não à sua loja. Usar o marketplace como seu único canal de vendas não ajuda muito a estabelecer o nome do seu negócio no mercado.
  4. Suas ações são mais limitadas: assim como o espaço não é seu, a base de clientes também não é sua. Quando o marketplace é seu único canal de vendas, você não tem acesso a dados sobre a base de clientes, pois quem detém essa informação é a empresa que gerencia o site, limitando suas ações de marketing e o crescimento estratégico do seu negócio.

Considerando os pontos negativos de vender no Mercado Livre exclusivamente, uma boa aposta é investir em montar sua loja virtual e combinar os dois canais de venda.

Como vender no Mercado Livre Brasil

Decidido então! Agora que você já sabe como vender no Mercado Livre funciona, as vantagens e as desvantagens, vamos agora descobrir:

  • como criar uma conta no Mercado Livre
  • como integrar sua loja Shopify com o Mercado Livre
  • como vender mais no Mercado Livre
  • o que mais vende no Mercado Livre
📉 Você chegou a ler?

A Shopify fez uma parceria com o Mercado Pago para lançar o guia gratuito 5 tendências do e-commerce mundial. Não deixa de conferir!

Conta Mercado Livre: como criar

O primeiro passo para começar a vender pelo Mercado Livre é criar uma conta na plataforma. Ao acessar o site do Mercado Livre, vá até o canto superior direito da página e clique em Crie a sua conta.

Captura de tela mostra página inicial do Mercado Livre, onde, na parte superior, é possível ver o menu principal.

Em seguida, você terá que preencher um formulário com seus dados ou de sua empresa. Você pode se cadastrar tanto como pessoa física ou pessoa jurídica.

Captura de tela mostra formulário de cadastro de vendedor no Mercado Livre como pessoa jurídica. No formulário, tem os campos CNPJ, razão social, e-mail e senha.

Após inserir seus dados e confirmar sua conta, você já pode começar a vender no Mercado Livre.

Como integrar sua loja Shopify com o Mercado Livre

Agora que você já tem sua conta, vamos conferir como vender no Mercado Livre com sua loja Shopify. Você pode integrar a conta do Mercado Livre à sua loja Shopify de duas maneiras diferentes.

🔥 Dica quentinha!

Que tal se inspirar e conhecer 50 lojas virtuais brasileiras que são Shopify?

A primeira é integrar seu software de gestão empresarial (ERP) diretamente com o marketplace. Os principais ERPs do mercado, como Bling e Tiny, já oferecem a integração com a Shopify de forma nativa.

Além disso, a Shopify também conta com soluções para integração privada com o Mercado Livre. Plugg.to, Anymarket e Conecta Lá são alguns exemplos de hubs de marketplace que podem ser usados.

Como aumentar suas vendas no Mercado Livre

Agora que está tudo pronto com sua conta e sua loja virtual, está na hora de conferir como vender mais no Mercado Livre e ser um sucesso de vendas.

O segredo é otimizar sua página de produtos — pensar em cada detalhe dos seus anúncios no marketplace, de modo chamar a atenção do público e convencê-lo a concluir a compra.

Reunimos aqui algumas dicas para aumentar as conversões de seus anúncios no Mercado Livre.

1. Use fotos de qualidade para seus produtos

Ilustração mostra uma mulher agachada, apoiada no joelho direito, segurando uma câmera apontada para uma borboleta e um vaso de plantas.

Se a primeira impressão é a que fica, que tal garantir que os usuários tenham uma primeira impressão maravilhosa dos seus produtos?

Quando os usuários fazem uma busca no Mercado Livre, os resultados costumam ser uma chuva de produtos que se encaixam no termo pesquisado. Ao selecionar uma imagem de alta qualidade, você ajuda seu produto a se destacar na multidão.

Imagens com boa iluminação, principalmente fotos com luz natural, costumam chamar mais a atenção do usuário e realçar seu produto.

Além disso, fotos de alta qualidade transmitem o profissionalismo e a credibilidade do seu negócio, o que aumenta as chances de conversão.

📸 Se você quer que seus produtos vendam rápido, confira nosso tutorial de boas fotos de produtos.

2. Crie descrições de produtos eficazes

Você já atraiu o usuário com aquela imagem bacana. Agora, é hora de convencê-lo de que seu produto é incrível e que ele deve concluir a compra.

Uma descrição de produto bem-feitinha inclui as palavras-chave e as informações técnicas em um tom de voz que agrade seu público.

Ao criar suas descrições de produtos, não dê tanta evidência aos detalhes técnicos: em geral, o cliente só quer saber quais são as vantagens de adquirir seu produto: como seu produto vai mudar a vida de quem o compra?

Além de convencer o usuário a colocar seu produto no carrinho, não tem como vender no Mercado Livre com sucesso sem agradar as ferramentas de busca. É fundamental selecionar as palavras-chave do seu e-commerce com cuidado, para que seu produto seja facilmente encontrado pelos usuários em mecanismos de busca como o Google.

3. Incentive as avaliações dos compradores

Ilustração mostra cinco pessoas, em fileira, se dirigindo a uma pessoa que está diante de um celular, segurando um megafone e um ímã. As pessoas em fila têm balões de diálogos sobre a cabeça.

Sua experiência como consumidor já deve ter deixado clara a importância das avaliações de produtos: os comentários deixados por clientes têm impacto nos cliques que seu produto recebe e na decisão de compra dos clientes.

Uma pesquisa realizada pelo Capterra em 2019 apontou que, antes de decidir pela compra, 69% dos usuários respondentes preferem ler as avaliações do produto a consultar especialistas. E quando se trata de reviews, quanto mais, melhor: apenas 5% dos respondentes afirmaram confiar em um produto com menos de cinco avaliações.

Imagem mostra os resultados da pesquisa do Capterra. Na imagem, está escrito: "A review ideal para o brasileiro. 58% os compradores que preferem uma avaliação com não mais de 6 meses; 58% dos entrevistados afirmam que uma avaliação com texto é tão confiável quanto uma com estrelas; 5 a 20 é o número ideal de reviews que um produto precisa ter para ser considerado confiável para a maioria dos ouvidos; apenas 5% afirma confiar em um produto com menos de 5 avaliações."

Também é possível dar aquele empurrãozinho no SEO com as avaliações. O número de avaliações recebidas afeta o ranqueamento do seu produto, tanto dentro do Mercado Livre quanto em mecanismos de busca.

Os benefícios das avaliações não param: sabia que dá pra impulsionar as vendas no varejo físico com as reviews? Muitos e-commerces usam as avaliações positivas dos produtos dentro da própria loja física, criando seções dentro da loja com produtos bem avaliados, ou ainda exibindo as avaliações em cartões que são expostos no mostruário.

Tá, mas como você consegue essas avaliações?

Você, que está aprendendo como vender no Mercado Livre, pode encorajar as reviews dos usuários com o envio de mensagens alguns dias após a venda, conferindo se deu tudo certo com a entrega e convidando o cliente a deixar um comentário sobre o produto e a experiência de compra.

O que mais vende no Mercado Livre

Para saber o que mais vende no Mercado Livre, existe um recurso que o próprio marketplace oferece e que é valiosíssimo: a página de tendências do Mercado Livre. Nela, você pode conferir informações atualizadas sobre os termos mais buscados na plataforma. A ferramenta dá inclusive a opção de consulta por categoria de produtos.

Captura de tela mostra página de tendências do Mercado Livre. À esquerda, há uma coluna chamada "Por categoria", listando as diversas categorias de produtos do Mercado Livre. Ao centro, está escrito "Conheça as buscas mais populares do Mercado Livre", seguido por uma lista de 40 itens mais procurados na plataforma.

Com esse recurso, você pode identificar itens que estão em alta demanda no marketplace, mas que não são muito encontrados. Assim, sua loja viria para preencher essas lacunas de mercado.

Também é possível conferir os produtos mais vendidos no Mercado Livre no site da própria plataforma. Repare que, ao ver as tendências, você identifica o que está sendo mais buscado no marketplace, enquanto nesse recurso de mais vendidos, você identifica os produtos que, de fato, são mais comprados pelos usuários.

Como vender no Mercado Livre: resumo

Se você não tem tempo para aprender com calma como vender no Mercado Livre, aqui vai um resumo.

O que é Mercado Livre?

O Mercado Livre é um marketplace e funciona que nem um shopping virtual: um espaço virtual onde qualquer um pode pode anunciar produtos e vender.

4 vantagens do Mercado Livre

  1. É um marketplace bastante intuitivo e fácil de usar;
  2. Tem um custo relativamente acessível;
  3. Expõe seu produto para os milhões de usuários da plataforma;
  4. Ajuda a dar mais credibilidade para sua loja virtual.

4 desvantagens do Mercado Livre

Algumas desvantagens de vender pelo Mercado Livre:

  1. O espaço onde você vende seus produtos não é seu;
  2. A comissão cobrada pelo Mercado Livre pode ficar alta;
  3. O nome da sua marca ganha pouca visibilidade;
  4. As ações para promover seu negócio são mais limitadas;

Considerando esses pontos negativos, uma solução mais interessante é abrir uma loja virtual como seu canal de vendas principal e aí, sim, combinar os dois canais de venda.

Como vender no Mercado Livre

  • Crie uma conta de vendedor no Mercado Livre, se você ainda não tiver uma;
  • Integre sua loja Shopify com o Mercado Livre, usando seu software de gestão empresarial (ERP) ou hubs de marketplace privados;
  • Use fotos de qualidade, incremente suas descrições de produtos e incentive as avaliações dos compradores;
  • Confira a página de tendências do Mercado Livre e o filtro de produtos mais vendidos no Mercado Livre.

Espero que este artigo tenha ajudado você nesse mundo de opções que existem para vender na internet! Caso você esteja pensando em abrir sua loja virtual, aproveite para aprender mais sobre plataformas de e-commerce e descobrir qual é a melhor opção para seu negócio.

Boas vendas!

Ilustrações: Freepik

Quer saber mais?

Perguntas frequentes sobre como vender no Mercado Livre

Como o Mercado Livre funciona?

O Mercado Livre funciona como um grande shopping virtual, onde lojistas podem anunciar produtos de diversas categorias e alcançar um público bastante diverso. Já o comprador tem a chance de comparar itens de lojistas diferentes e escolher o de melhor custo-benefício.

Como o Mercado Livre paga o vendedor?

Após a venda, o Mercado Livre credita o valor em sua conta Mercado Pago. A forma de envio usada e a sua reputação como vendedor na plataforma determinam em quantos dias você recebe o pagamento.

O que vender no Mercado Livre?

O próprio site do Mercado Livre oferece recursos para você acompanhar o que está fazendo sucesso no marketplace. Fique de olho para saber o que está em demanda no momento.

Which method is right for you?Sobre a autora

Bianca Saburi é copywriter e escritora. Adora aprender mais sobre marketing e e-commerce, além de ser apaixonada por livros e cachorros.

Você tem dúvidas sobre a Shopify?

Entre em contato a nossa Central de ajuda

Quer abrir uma loja virtual?

Quer abrir uma loja virtual?