Blogs da Shopify

Como ganhar dinheiro no Instagram (seja com mil ou 100 mil seguidores)

Como ganhar dinheiro no Instagram (seja com mil ou 100 mil seguidores)

Você provavelmente já ouviu histórias de instagrammers que estão faturando com as fotos que tiram e compartilham todos os dias. Você pode até mesmo ter dado uma olhada no número de seguidores e pensado: “Talvez eu também consiga ganhar dinheiro no Instagram!”

Assim como os blogueiros, youtubers e qualquer pessoa que tenha um público voltado para o seu conteúdo, os instagrammers já entederam seu alcance e influência – dois elementos com os quais muitas empresas têm dificuldade.

Juntos, esses dois aspectos oferecem a oportunidade para criadores de conteúdo no Instagram explorarem múltiplas fontes de renda, seja para construir um império ou apenas ganhar um dinheiro extra e produtos gratuitos.

De quantos seguidores você precisa para ganhar dinheiro no Instagram?

Caso esteja pensando em quantos seguidores são necessários para fazer isso acontecer, a resposta rápida é: “não tantos quanto você pensa”.

A resposta mais longa depende de fatores que variam de acordo com o seguinte:

  • Em que nicho você está e como você consegue se associar a uma categoria de produto (moda, gastronomia, beleza e fitness são nichos muito populares no Brasil).
  • O nível de engajamento dos seus seguidores (100 mil seguidores fakes ou pouco engajados não adiantam muita coisa).
  • Quais canais de renda você utiliza.

Os principais influencers do Instagram podem chegar a faturar milhares de reais por post, e mais ainda por cada presença em eventos. Porém, quem tem um número menor de seguidores (digamos, de até mil pessoas), porém bem engajados, é capaz de lucrar.

Como ganhar dinheiro no Instagram em 2020

 Como ganhar dinheiro pelo Instagram: dicas para vender

Dependendo da sua marca pessoal exclusiva de conteúdo no Instagram, bem como do seu público e do nível de engajamento, você pode ganhar dinheiro no Instagram das seguintes formas:

  • Fazendo posts patrocinados para marcas que querem ser expostas ao seu público.
  • Tornando-se um afiliado e ganhando comissão sobre a venda de produtos de outras marcas.
  • Criando e vendendo um produto físico ou digital, ou oferecendo um serviço pago.
  • Vendendo suas fotos.

O bom é que se você começar com apenas uma das opções acima, você sempre terá a opção de explorar outros caminhos mais pra frente.

Vamos começar com a abordagem mais comum para a monetização no Instagram: criar parcerias com marcas através do marketing de influência.

Trabalhe com marcas fazendo posts patrocinados

Hoje em dia, o termo “influenciador” é bastante utilizado.

Um influenciador, ou influencer em inglês, é basicamente qualquer pessoa que construiu uma reputação online ao fazer e compartilhar coisas bacanas na internet. Para seus públicos, os influenciadores são formadores de opinião, criadores de tendências e especialistas confiáveis cujas opiniões sobre determinados assuntos são respeitadas.

Muitas marcas simplesmente não conseguem competir com isso, e, por isso, optam por criar parcerias com os influenciadores, com o objetivo de publicar posts patrocinados que ajudem a divulgar seus produtos.

Pode ser complicado equilibrar sua renda, como influenciador, e sua integridade, como criador de conteúdo. Porém, caso não dependa das suas receitas do Instagram para sobreviver, você sempre terá a liberdade de ser seletivo quanto às marcas com as quais trabalha, assim como as marcas serão seletivas quanto aos seus instagrammers parceiros.

A youPIX fez uma pesquisa fantástica sobre influenciadores no Brasil (baixe o PDF). Os resultados são surpreendentes:

  • 40% dos influenciadores digitais com mais de 1 milhão de fãs é mulher.
  • 2% dos influenciadores digitais gera 54% das interações nas redes sociais.
  • O que mais importa para as marcas na hora de contratar influenciadores é a relevância que ele tem junto à sua audiência.
  • Postagens identificadas como patrocinadas recebem 25.3% menos comentários, 12.7% menos likes e 83% menos shares.

Você tem uma ideia de negócios?

Comece o seu teste grátis de 14 dias da Shopify hoje mesmo, sem precisar de cartão de crédito!

Como decidir quanto cobrar como influenciador

Geralmente, é feito um acordo com o influenciador quanto à criação de conteúdo, ou seja, um post ou vídeo no Instagram, e em relação à permissão para que a marca utilize esse conteúdo em seu próprio site ou em um anúncio.

A maioria desses acordos é negociável e pode envolver um único post ou uma campanha inteira em troca de uma tarifa, produtos grátis, serviços, brindes, exposição ou um conjunto desses elementos.

Quando estiver negociando, lembre-se de que você não estará apenas oferecendo conteúdo, mas acesso ao seu público, bem como um amplo alcance potencial em uma das plataformas sociais mais populares – e direitos de uso, é claro.

    Em uma entrevista com 5.000 influenciadores americanos, 42% afirmaram ter cobrado entre US$ 200 e US$ 400 por post – apenas para lhe dar uma ideia de quanto as marcas americanas estão dispostas a pagar, e como negociar com base no seu número de seguidores, nível de influência e engajamento.

    Como ganhar dinheiro pelo Instagram: dicas da Shopify

    Como encontrar marcas para trabalhar em colaboração

    Se você tiver uma conta com muitos seguidores, é provável que as marcas vão até você. Porém, você também pode procurar marcas para fazer posts patrocinados que tenham a ver com você quanto à personalidade e valores, para que seu público não sinta que você está querendo vender a todo custo.

    Você pode entrar em contato com as empresas diretamente para tentar negociar um acordo, mas também pode listar seu perfil em mercados de influenciadores e aumentar suas chances de ser descoberto. 

    Marcas de todos os tipos estão utilizando o marketing de influência para divulgar seus produtos. Existem plataformas como a brasileira Kuak, que conecta influenciadores com empresas que visam fazer marketing de influência para vender seus produtos.

    Quanto ao conteúdo patrocinado ou publicidade, as regras variam. Porém, para ficar tranquilo e respeitar a confiança do seu público, adicione uma hashtag como a #publi (publicidade) para indicar os posts patrocinados. Segundo uma pesquisa, 69% dos influenciadores afirmaram que ser transparente sobre os patrocínios não influenciou a forma como os consumidores perceberam suas recomendações.

    Você pode encontrar exemplos de posts patrocinados e da forma como os instagrammers integram marcas às suas histórias ao pesquisar o hashtag #publi no Instagram.

    O Instagram da Sallve, por exemplo, recentemente fez uma parceria com a Manu Gavassi. A webaula, além de ser uma parceria entre a marca e a influenciadora, funcionou também como um momento de autocuidado para quem está em casa durante a quarentena:

    Como ganhar dinheiro com o Instagram: marketing de influência

    Torne-se um afiliado

    Diferentemente de um influenciador, um afiliado se dedica mais a gerar vendas para a marca parceira, e não apenas necessariamente criar conteúdo, em troca de uma comissão.

    Isso é normalmente feito através de um link rastreável ou código promocional exclusivo, para garantir que os cliques virem vendas. Como o Instagram ainda não permite links além da área da sua bio, você poderá focar apenas em um produto por vez, caso opte por confiar em links afiliados – o que torna os códigos promocionais uma opção melhor para o Instagram, pois você pode incorporá-los aos seus posts.

    Você pode entrar em contato com lojistas online que ofereçam programas de afiliados nos quais você possa participar. Ou, então, você também pode dar uma olhada nos grandes marketplaces, como o Programa de Afiliados da Amazon, que paga até 9% de comissão.

    Embora pareça um jogo de números, o marketing de afiliados é também uma arte, e você terá maiores chances de sucesso se tiver um plano de entrada e expandir sua presença online com um site e outros canais de marketing.

    Dica: os links de afiliados às vezes são longos demais para publicar nas redes sociais. Por isso, utilize ferramentas para encurtar URLs como o bit.ly, especialmente se você está pensando em inserir o link na sua bio do Instagram.

    A essa altura, pode parecer que a única forma para um instagrammer ganhar dinheiro é fazer publicidade e trabalhar com outras marcas.

    Porém, influencers de todos os tipos também estão em uma posição vantajosa para "patrocinar" seus próprios produtos: bens físicos, serviços ou itens digitais que podem ser uma extensão de suas marcas, construindo um negócio focado em um público.

    Você precisa investir um bom tempo no início, mas, nos dias de hoje, é quase natural que os criadores de conteúdo sigam o caminho do empreendedorismo.

    Ao vender seus próprios produtos ou serviços, você não precisará se preocupar em integrar mensagens de outras marcas à sua estratégia de publicação. Melhor ainda, é possível divulgar sua própria marca nos produtos que você vende.

    Os fãs têm a oportunidade de demonstrar carinho e apoiar seu trabalho ao comprar na sua loja!

    Baixe fotos grátis para a sua loja no nosso banco de imagens

    O Burst é um banco de imagens grátis criado pela Shopify. Encontre milhares de imagens de produtos e estilo de vida para usar na sua loja e nas suas campanhas de marketing.

    Baixe fotos grátis

    Existem algumas maneiras de se fazer isso:

    • Você pode utilizar um serviço de impressão sob demanda para imprimir e enviar seus produtos personalizados, como camisetas, travesseiros, xícaras, etc.
    • Venda serviços como fotografia ou consultoria, utilizando sua biografia para direcionar as pessoas interessadas a um e-mail de contato ou a um link para seu website profissional.
    • Você pode vender produtos digitais, como cursos, e-books ou templates de designs.
    • Você pode utilizar sua conta do Instagram para abrir um negócio e vender seus próprios produtos originais, ou até mesmo um livro.

    Caso pretenda vender produtos da sua loja da Shopify diretamente no Instagram, você também pode transformar o Instagram em uma loja virtual, utilizando apps como Four Sixty ou Showcase para deixar a experiência mais integrada com a sua loja, desde o post do Instagram até o produto.

    Como ganhar dinheiro no instagram: vender produtos

    Fonte: Child of Wild

    Venda suas fotos online ou impressas em produtos

    O Instagram é fundamentalmente um app de compartilhamento de fotos. E as fotos são ativos que podem ser licenciados, impressos e vendidos de diversas formas.

    Se a fotografia é o que o levou ao Instagram em primeiro lugar, você pode listar suas fotos em mercados como 500px ou Twenty20, nos quais as marcas e editoras poderão licenciá-las.

    Entretanto, você também pode vender suas fotos na forma de estampas ou impressas em outros produtos físicos, utilizando um método semelhante descrito na seção anterior. Serviços como Printful lhe permitem imprimir suas fotos em pôsteres, capas de celulares, estampar em travesseiros e muito mais.

    Como ganhar dinheiro pelo Instaram: conclusão

    O que começou como hobby – fazer as pessoas rirem, tirar fotos bestas com seu cachorro, compartilhar fotos de pratos deliciosos, da rotina de treino na academia ou do look do dia – pode virar uma bola de neve e se transformar na oportunidade de tornar o Instagram uma fonte de renda impulsionada pelos seus seguidores engajados.

    Existe um mundo de possibilidades disponíveis para os criadores de conteúdo com um grande público online que não consegue parar de ver seus posts. Esse é o seu diferencial! 

    Perguntas frequentes sobre ganhar dinheiro no Instagram

    O que é marketing de influência?

    É uma estratégia do marketing digital que visa usar a influência de pessoas que produzem conteúdo na internet para divulgar uma marca. Ao fazer uma recomendação, o influenciador digital mostra a seus seguidores que confia na marca ou no produto. Esses seguidores, por já se identificarem com o influenciador, acabam tendo também uma imagem positiva da marca recomendada.

    De que forma um influenciador pode ajudar uma marca?

    A colaboração com um influenciador pode ajudar uma marca a crescer de diversas maneiras, mas destacamos aqui as principais contribuições de um influenciador:

    • Trazer mais tráfego para o blog ou o site da empresa;
    • Aumentar o engajamento do público com a marca nas redes sociais;
    • Fortalecer a visibilidade e a autoridade da marca em meio aos concorrentes;
    • Ampliar o alcance das ofertas anunciadas.

    Uma marca pode ser influenciadora digital?

    Ser influenciador é criar e estabelecer autoridade no Instagram ao compartilhar conteúdo que seja de valor para o usuário. Não só pessoas mas também marcas podem ser influenciadoras. Muitos usuários seguem páginas de marcas no Instagram porque acham o conteúdo divertido ou proveitoso, e isso faz com que a marca tenha uma percepção positiva por parte do público.

    Como otimizar meu perfil para ser um influenciador no Instagram?

    Um perfil influenciador conta com dois elementos fundamentais: conteúdo de qualidade e engajamento dos usuários.

    Para otimizar o conteúdo da sua página no Instagram, use imagens de qualidade e do tamanho adequado. Fotos de alta qualidade dão a impressão de que você é profissional e, se você quer ganhar dinheiro como influenciador, as empresas precisam confiar no seu trabalho. Estabeleça também uma identidade visual, de modo que suas publicações reflitam sua personalidade e seus valores e que seu perfil seja lembrado.

    Se você procura mais engajamento, invista nas legendas das publicações. A legenda é o que diferencia uma publicação de valor de um simples anúncio, e na legenda você terá a oportunidade de ser criativo e, ao mesmo tempo, convidar o usuário a realizar uma ação - como, por exemplo, visitar um site ou seguir uma página no Instagram.

    Mostre também o lado humano da sua página. Deixe claro quais são seus valores e quais causas você apoia. Fotos com pessoas recebem 35% a mais de engajamento, e publicações com citações são altamente compartilhadas.

    O que é marketing de afiliados no Instagram?

    Trata-se de uma estratégia em que a marca forma parceria com um afiliado no Instagram em que o afiliado divulga um produto e recebe comissão em cima das vendas originadas na publicação feita.

    Ser um afiliado é uma das formas que o influenciador digital tem de monetizar seus seguidores. Usando links ou códigos promocionais personalizados, a marca consegue rastrear o tráfego gerado pelo perfil do afiliado, que recebe uma porcentagem das vendas alcançadas com sua publicação.

    Como posso ser um afiliado no Instagram?

    Veja a seguir algumas estratégias que você pode seguir para se tornar um afiliado no Instagram:

    • Use um perfil de negócios no Instagram: evite usar seu perfil pessoal.
    • Determine seu nicho de atuação: se você quer trabalhar com produtos de beleza, por exemplo, o conteúdo publicado em seu perfil no Instagram deve estar relacionado a esse segmento.
    • Invista em ter mais seguidores: produza conteúdo de qualidade, ligado ao nicho em que você quer atuar, e conecte-se com outras páginas relevantes no mesmo nicho.
    • Aumente o engajamento: comente e compartilhe conteúdo relacionado ao seu nicho e, em suas publicações, incentive seus seguidores a fazer o mesmo.
    • Use hashtags: hashtags ajudam a trazer mais seguidores e também a atrair a atenção de empresas com as quais você poderá ter parceria.
    • Faça posts patrocinados: essa ferramenta impulsiona o alcance de suas publicações.
    • Promova competições e dê brindes: a oferta de brindes é uma oportunidade de aumentar o engajamento da sua página e, ao mesmo tempo, gerar mais tráfego para a marca através da sua influência.

    Como posso organizar as publicações no Instagram?

    Ferramentas como o Postgrain e o Preview ajudam a organizar o feed da página, agendar publicações e, no caso do Postgrain, a analisar as métricas da página para melhorar o desempenho de seu perfil.


    Which method is right for you?Sobre a autora

    Bianca Saburi é tradutora, criadora de conteúdo e copywriter. Após concluir seu Mestrado em Estudos da Linguagem pela PUC-Rio, Bianca deixou o calor do Rio de Janeiro para morar em Toronto, no Canadá.