Quer abrir uma loja virtual?

Da caixa de entrada para o checkout: como criar uma newsletter para e-commerce

Ilustração de como criar uma newsletter mostra uma tela de computador com um alvo e uma flecha no centro do alvo. Ao redor da tela, há diversos envelopes de carta flutuando, além de um megafone.

Preparamos um passo a passo de como criar uma newsletter para e-commerce! Saiba por que é importante ter uma newsletter e veja dicas de como fazer uma newsletter de sucesso.

Muitas empresas concentram os esforços de marketing nas redes sociais, e dá para entender o porquê. Com o boom das mídias sociais nos últimos anos, não param de pipocar por aí dicas e estratégias de marketing para TikTok e afins.

Mas não se engane: os e-mails continuam a ser um canal valiosíssimo para quem trabalha com e-commerce. Então puxe uma cadeira e vem descobrir com a gente como criar uma newsletter para e-commerce, além de aprender algumas boas práticas para ter uma newsletter arrasadora.

Índice


O que é newsletter?

Chamamos de newsletter os e-mails enviados por uma pessoa ou empresa de forma periódica para uma lista de e-mails. O objetivo da newsletter, em geral, é aproximar o remetente dos e-mails do público que os lê. No caso de empresas, trata-se de uma ferramenta valiosa para fortalecer o relacionamento com o público-alvo, atrair clientes e vender mais.

A newsletter é uma das principais formas de se fazer e-mail marketing. Também costuma ser bastante popular entre lojistas por ser relativamente mais barato que outras modalidades de marketing.

Através da newsletter, você pode enviar diversos tipos de conteúdo, podendo adaptar os e-mails aos seus diferentes objetivos de negócio e conversar com clientes em todas as etapas do funil de vendas.

Por que criar uma newsletter para seu e-commerce?

Como criar uma newsletter pode ajudar seu negócio? O principal benefício é conseguir reunir uma lista de e-mails, um recurso que pode ser uma mina de ouro.

A newsletter acaba se tornando uma forte aliada na sua estratégia de inbound marketing: com ela, você oferece conteúdo de qualidade para as pessoas em troca do endereço de e-mail. Essa lista de contatos, por sua vez, vai ser usada para desenvolver uma relação mais próxima com o público e, é claro, vender mais.

Estratégias infalíveis de inbound marketing

Quer atrair novos clientes para o seu e-commerce? Baixe o nosso guia gratuito sobre inbound marketing e revolucione o tráfego de clientes da sua loja virtual!

Você ganha acesso direto aos clientes

Um dos diferenciais do e-mail é o acesso direto a pessoas que já estão interessadas no seu negócio.

Pense no Instagram, por exemplo: por mais que você publique conteúdo de qualidade na sua conta e nos Instagram Stories, o algoritmo do Instagram impede que sua publicação alcance todos os seus seguidores. Isso já não acontece com a newsletter: todas as pessoas inscritas vão receber o seu conteúdo na caixa de entrada delas.

O e-mail é um canal de marketing digital que é todo seu; é você que controla o conteúdo e a distribuição.

Além disso, ao ter uma lista de e-mails dos clientes, você não fica dependente de nenhum espaço que está fora do seu controle, como é o caso das redes sociais.

Imagina se um dia o Instagram acabar ou deixar de ser relevante? Todos aqueles leads que você investiu à beça para conquistar vão se perder. Em comparação, as pessoas costumam manter o mesmo endereço de e-mail por muitos anos.

Sua marca consegue se aproximar do público

As newsletters são uma excelente forma de desenvolver uma relação mais pessoal com seus leads. Diferente das redes sociais, que são um espaço mais público, ao enviar um e-mail, é como se você falasse com cada cliente individualmente.

Com a ajuda das plataformas de e-mail marketing, você consegue segmentar sua lista de contatos, criar campanhas automatizadas e enviar e-mails personalizados para clientes que estão em diferentes etapas do funil de vendas, otimizando ainda mais os resultados da newsletter.

A newsletter para e-commerce traz mais conversões

Ilustração de como criar uma newsletter para e-commerce mostra uma tela de computador com a imagem de um envelope amarelo e um coração rosa por cima do envelope. Ao redor da tela, há folhas e flores na cor roxa, além de um avião de papel, um balão de diálogos e um símbolo do cifrão.

O e-mail marketing é uma das estratégias de marketing mais eficazes, econômicas e com maior potencial de conversão para o e-commerce — estamos falando de um retorno médio de US$42,00 para cada dólar investido.

Se você está lendo este artigo e querendo aprender como criar uma newsletter, é bem provável que seu objetivo seja vender mais. No entanto, para sua newsletter gerar os resultados desejados, é preciso ter cuidado com o tipo de conteúdo que vai ser disparado por e-mail.

Aproximar-se do público faz parte da proposta da newsletter, então seus e-mails não podem ser voltados apenas para vendas, mesmo que você esteja anunciando ofertas e descontos.

Hoje em dia, o público é muito mais seletivo em relação ao conteúdo que consome. Se seus assinantes perceberem que você quer apenas ganhar dinheiro, seus e-mails vão acabar sendo ignorados ou mandados para a caixa de spam.

Mas não pense que, ao oferecer conteúdo que é do interesse do público, você vai deixar de lucrar. Muito pelo contrário: a otimização de conteúdo é toda a base do marketing de conteúdo, que ganhou muito mais força com a disseminação das redes sociais. Você não quer ficar de fora e perder a oportunidade de gerar leads com conteúdo de qualidade, né?

Como criar uma newsletter passo a passo

Agora que já tem uma noção dos benefícios de se ter uma newsletter, chegou a hora de colocar a mão na massa. Confira a seguir nosso passo a passo de como criar uma newsletter.

1. Pense nos objetivos e no tema da newsletter 💭

O que sua marca quer alcançar com a newsletter? Gerar tráfego online para seu site? Atrair mais leads? Antes de mais nada, você precisa definir objetivos e metas para que o conteúdo seja criado com esses resultados em mente.

O e-mail que você envia para quem nunca comprou em sua loja virtual pode (e deve) ser diferente do que os que já fizeram uma compra recebem. Nesse exemplo, por trás de cada ação, vêm duas estratégias diferentes: uma de remarketing de e outra de retenção de clientes. Daí a importância de delinear seus objetivos antes de se jogar em uma newsletter.

Lembre-se de que é possível segmentar sua lista de e-mails e enviar conteúdos diferentes para clientes com perfis diferentes.

2. Selecione uma ferramenta de e-mail marketing 🔧

Ilustração de como criar uma newsletter mostra uma tela de computador com um envelope, mostrando frente e verso do envelope. Sobre a tela, há uma lupa. Ao lado do computador, há um smartphone. No fundo da imagem, há gráficos e estatísticas e, do lado direito da imagem, um avião de papel.

Para quem não faz ideia de como criar uma newsletter, as ferramentas de e-mail marketing são uma mão na roda. De modo geral, elas são bastante intuitivas e user-friendly, além de contar com uma série de recursos que vão desde templates para o e-mail até relatórios de desempenho das campanhas.

E tem como criar uma newsletter grátis? As ferramentas de automação de e-mails mais populares do mercado, em geral, permitem que o usuário crie campanhas de graça, estabelecendo apenas um limite de pessoas para sua lista de contatos.

Para você que está montando uma lista de e-mails do zero, é ótimo, pois sua lista ainda é enxuta. Se você já conta com uma lista mais robusta, a maioria das plataformas exige um valor mensal pela assinatura da plataforma. Entretanto, ainda se trata de um investimento relativamente menor do que outras modalidades de marketing digital.

Os lojistas da Shopify podem contar com o Shopify Email, uma ferramenta de automação desenvolvida especialmente para você criar e gerir campanhas de e-mail marketing para sua loja Shopify. Outras ferramentas populares do mercado são: MailChimp, ConvertKit, ActiveCampaign e RD Station.

👉🏽 Aqui vai uma dica: Se você não quer que sua newsletter seja ignorada nem pare na caixa de spam, use um endereço de e-mail do seu domínio próprio. E-mails enviados de provedores comuns, como Gmail ou Yahoo, podem passar uma vibe menos profissional e, portanto, minar a confiança do público na sua marca.

3. Defina o conteúdo da sua newsletter ✍🏽

Esta talvez seja a etapa mais essencial do nosso passo a passo de como criar uma boa newsletter, pois seus esforços irão por água abaixo se você não fizer uma seleção cuidadosa do conteúdo a ser divulgado. Por isso, pense em conteúdos que sejam do interesse do seu público-alvo e que, ao mesmo tempo, atendam às metas estabelecidas lá na primeira etapa.

Mas não se esqueça: ninguém quer ser inundado de e-mails de uma empresa que só quer se autopromover e empurrar produtos para os leitores goela abaixo. Por isso, calcule bem a proporção de conteúdos que genuinamente beneficiam os assinantes e conteúdos que são mais voltados para vendas.

Não faz ideia do que escrever? Reunimos aqui algumas ideias de conteúdos para sua newsletter:

      • Crie textos relacionados ao seu nicho de mercado. Esses materiais podem ser educativos, inspiradores ou ainda servir como entretenimento para seus leitores;
      • Divulgue conteúdos criados pela sua marca em outros formatos, como artigos de blog, podcasts, e-books, etc. Trata-se de uma forma de aumentar o alcance de conteúdo que você já produziu e também de gastar menos tempo criando conteúdo para a newsletter (mas não precisa fazer um podcast agora só para ter o que divulgar, viu?);
      • Faça estudos de caso, com depoimentos de clientes satisfeitos. Essa é uma ótima oportunidade de aproveitar os benefícios do conteúdo gerado pelo usuário, poupando tempo de criação de conteúdo e ainda aumentando a confiança na sua marca.
      • Ofereça cupons e anuncie liquidações. Afinal, quem resiste a um descontinho?
      • Atualize os leitores sobre as novidades da empresa. Tem produto novo vindo aí? A marca vai abrir uma loja física? Aproveite a newsletter para anunciar novos produtos e deixar seus assinantes por dentro das novidades;
      • Mostre os bastidores da sua marca. Para ter mais proximidade com os leitores, use o espaço da newsletter para mostrar como a mágica acontece. Por exemplo, se você está prestes a lançar um produto novo, você pode mostrar seus funcionários trabalhando para deixar tudo pronto, ou ainda contar como foi o processo de criação do produto.

Capriche no copy de seus e-mails

Ilustração de newsletter para e-commerce mostra uma pessoa de pé, diante de uma tela de computador, segurando um lápis do tamanho da pessoa. Na tela, é possível ver um texto com uma imagem.

Copywriting é uma técnica de escrita usada para capturar a atenção dos clientes e converter visitantes em compradores. E não é exatamente isso que você quer fazer com sua newsletter?

Não improvise qualquer conteúdo na hora de redigir e-mails. Procure saber mais sobre estratégias de copywriting, ou então contrate a ajuda de um copywriter. Assim, você aumenta as chances de sucesso da sua newsletter.

Manual de copywriting para lojas virtuais

Aprenda a comunicar o valor da sua marca para conquistar clientes fiéis e vender mais.

Frequência de envio da newsletter

Assim como é importante ter um calendário de conteúdo para as redes sociais, é bacana estabelecer uma frequência de envio da sua newsletter e programar o conteúdo a ser criado para sua lista.

Seja realista na hora de definir a periodicidade da sua newsletter: quantos conteúdos por mês você dá conta de criar?

Em média, uma vez por mês costuma ser o suficiente para que o público não se esqueça da sua marca e desenvolva uma relação mais próxima, mas você pode também testar o que funciona melhor para o seu público — vale inclusive perguntar aos seus assinantes o que eles preferem. Uma vez definida a periodicidade, tente manter a consistência e seguir o que foi estabelecido.

4. Escolha um layout para os e-mails 📖

Não tem como criar uma newsletter para e-commerce sem pensar na estrutura e nos elementos visuais dos e-mails que você vai disparar. Na hora de definir o layout dos seus e-mails, leve em conta a identidade visual da sua marca para escolher cores, fontes e outros elementos de design.

Separamos algumas dicas de layout para que sua newsletter seja um sucesso:

Crie uma versão em texto

Sabe quando a sua internet está meio ruim e você não consegue abrir aquele e-mail cheio de imagens? Evite que seus assinantes tenham esse mesmo problema ao criar uma versão em texto simples do seu e-mail.

As principais ferramentas de e-mail marketing do mercado possibilitam criar duas versões de um mesmo e-mail, uma em HTML (que é a que vem com todas as imagens e o layout que você escolheu) e uma apenas com texto.

📸 Use fotos de qualidade nos seus e-mails! Se você quer que sua newsletter para e-commerce fique de cair o queixo, confira nosso tutorial de fotografia de produtos e tire fotos incríveis.

Escolha fontes mais comuns

É claro que você quer se destacar da concorrência, mas as fontes do seu layout não precisam ser tão diferentes assim. Pelo contrário: ao escolher fontes mais populares, como Times New Roman e Helvetica, seu e-mail vai poder ser lido em qualquer dispositivo. Deixe para inovar no conteúdo!

Personalize seus e-mails

Ilustração de como criar uma boa newsletter mostra uma pessoa sentada à mesa, diante de um laptop em um lugar que parece um escritório. Ao fundo da imagem, é possível ver a janela de um software de edição de imagem.

As ferramentas de automatização têm um ótimo recurso que ajuda você a se aproximar dos leitores: com elas, você pode incluir o nome do assinante e personalizar seu e-mail.

Ao se cadastrar na sua newsletter, você pode pedir que, além do endereço de e-mail, a pessoa forneça o nome. Essa informação fica salva na sua lista de e-mails, e você pode incluir uma tag no e-mail para que a ferramenta de automação a substitua pelo nome cadastrado. Assim, você pode incluir o nome da pessoa na saudação e até mesmo no assunto do e-mail. Legal, né?

Essa personalização ajuda a aumentar as taxas de abertura dos seus e-mails e também as taxas de cliques, tornando sua campanha de e-mail marketing ainda mais eficaz.

Inclua um botão de CTA no seu e-mail

Mesmo quando você enviar conteúdos que não são voltados exclusivamente para vendas, você tem que ter algum objetivo por trás dele. Se você, por exemplo, quer que os assinantes visitem seu site ou seu perfil nas redes sociais, inclua um botão no seu e-mail com o call to action (CTA), direcionando o público para realizar a ação desejada.

Você pode incluir mais de um botão com o call to action ao longo do e-mail, mas não se esqueça de colocar um no final, quando a pessoa já terminou de ler seu e-mail e possivelmente quer realizar a ação que você propôs.

Não se esqueça do rodapé

Bem no finalzinho do e-mail vem o rodapé, que é onde o leitor pode encontrar informações sobre a sua loja virtual. O rodapé costuma ser preenchido automaticamente pelas ferramentas de e-mail marketing, então não deixe de verificar e incluir informações para tornar o rodapé ainda mais útil para o público.

No rodapé, você pode colocar canais de atendimento ao cliente, como telefone e redes sociais, além de um botão que ofereça a opção de cancelar a assinatura da newsletter. Lembre-se de que você quer desenvolver uma relação de confiança com o seu público, então nada de perturbar ninguém com e-mails indesejados.

5. Envie um e-mail de teste 🚧

Depois que o conteúdo e o layout estiverem no esquema, é hora de enviar um e-mail de teste. É nesta etapa do guia de como criar uma newsletter que você vai verificar se está tudo funcionando direitinho. Preparamos uma checklist para ajudar você:

  1. Confira sua caixa de entrada em diferentes dispositivos e veja se a linha de assunto ou a prévia do e-mail estão muito longas (tente manter a linha de assunto abaixo dos 50 caracteres);
  2. Revise o texto para pescar erros gramaticais ou de digitação;
  3. Clique em todos os links e botões com call to action do e-mail e veja se está tudo funcionando;
  4. Veja se todas as imagens estão abrindo corretamente e o layout ficou do jeito que você queria.

🔁 Como fidelizar um cliente que já comprou em sua loja? Leia nosso artigo sobre retargeting para fidelizar clientes e garantir suas próximas vendas!

6. Avalie os resultados da sua newsletter para e-commerce 📊

Ilustração mostra como criar uma boa newsletter com testes A/B. Na ilustração, há um grupo de seis pessoas de costas, olhando para uma tela de computador ao fundo. A tela está dividida ao meio e mostra estatísticas do texto de cada uma das metades.

Sucesso! Seu e-mail já está na caixa de entrada dos seus assinantes! Mas e agora, o que você faz? Simplesmente parte para o novo e-mail da newsletter?

A resposta é não. Para garantir que sua newsletter vai gerar o melhor resultado possível, é fundamental ficar de olho nos números cada vez que um e-mail for enviado. Dessa forma, você consegue traçar estratégias mais afiadas para atingir seus objetivos de negócio.

Assim como você usa as métricas do seu e-commerce para melhorar seu negócio, é importante atentar para as seguintes métricas de e-mail marketing, a partir das quais você vai poder implementar melhorias na sua newsletter:

  • Taxa de entrega: quantas pessoas receberam seu e-mail na caixa de entrada? Você pode usar essa métrica para descobrir se tem algo enviando seus e-mails direto para a caixa de spam dos assinantes, por exemplo;
  • Taxa de abertura: quantas pessoas abriram seu e-mail após recebê-lo? Uma taxa de abertura baixa pode indicar, entre outras coisas, que o assunto do seu e-mail não chamou a atenção do leitor;
  • Taxa de cliques: quantas pessoas clicaram em algum link do seu e-mail? Essa métrica pode indicar diversos problemas que vão desde o copy em si até o que está sendo oferecido pela sua empresa;
  • Taxa de conversão: quantas compras foram feitas a partir do e-mail enviado? Você só conseguirá obter essa métrica se sua loja virtual estiver vinculada à ferramenta de e-mail marketing;
  • Número de descadastros: quantas pessoas se descadastraram da sua newsletter? Com essa métrica, você pode se atentar a problemas mais profundos na sua newsletter; é possível que o conteúdo que você tem enviado não esteja compatível com o seu público-alvo, por exemplo.

Após analisar as métricas, você pode testar novas estratégias para otimizar os resultados da sua newsletter.

Com testes A/B, por exemplo, você pode experimentar mudanças aos poucos e descobrir o que funciona melhor para sua lista de contatos. Algumas mudanças que você pode testar são: assunto e prévia do e-mail, horário e dia de envio, posição dos links, diferentes call to action e imagens.

8 dicas de como criar uma boa newsletter

Agora que você já sabe como criar uma newsletter, vamos listar aqui algumas boas práticas que ajudarão sua newsletter a ser um sucesso entre os assinantes.

1. Dê boas-vindas aos novos assinantes

Se o principal benefício de ter uma newsletter é se aproximar do público, você pode já começar essa aproximação assim que as pessoas se inscreverem ao criar um e-mail de boas-vindas.

Nesse primeiro e-mail, você pode confirmar a inscrição na newsletter e aproveitar para apresentar sua empresa e o tipo de conteúdo que será enviado para o assinante. O e-mail de boas-vindas dá um toque mais pessoal para a newsletter e ajuda a estabelecer o que o público pode esperar dos e-mails que vão receber.

2. Envie conteúdo relevante para seu público

Ilustração de como criar uma newsletter mostra uma pessoa segurando um lápis do mesmo tamanho da pessoa, apontado para o fundo da tela. No fundo, é possível ver imagens de avaliações de consumidores com cinco estrelas.

Jamais envie e-mails só por enviar. Muito provavelmente, seus assinantes recebem dezenas de e-mails por dia e, se eles perceberem que sua newsletter não traz nenhum conteúdo relevante, eles vão acabar se irritando e cancelando a assinatura.

Avalie com cautela que tipo de conteúdo interessa à sua lista de e-mails e que também combina com a personalidade de sua marca e seu nicho de atuação.

Embora a maioria das newsletters sejam gratuitas para os assinantes, existe também a possibilidade de você criar uma newsletter paga, uma modalidade de monetização de conteúdo que vem crescendo bastante. No entanto, para você alcançar esse potencial, é preciso oferecer conteúdo de alta qualidade, que ofereça muitos benefícios para os leitores.

3. Peça feedback dos assinantes

Tal como você faz pesquisas de mercado para entender as necessidades do público e saber o que vender, você pode realizar pesquisas na sua newsletter, de modo a descobrir em que tipo de conteúdo seus assinantes estão mais interessados.

Além de poder coletar dados valiosos para aprimorar o conteúdo da sua newsletter, pedir feedback dos leitores também é uma forma de se aproximar deles. É como se você os convidasse para colaborar com a newsletter, transformando-a em um espaço de troca.

Ilustração de como criar uma boa newsletter mostra três pessoas em torno de uma tela de computador gigante. As pessoas estão colocando papéis de votação em duas urnas diferentes que estão na tela.

4. Segmente sua lista de e-mails

Uma das principais vantagens de usar uma ferramenta de e-mail marketing é poder segmentar sua lista de e-mails. As possibilidades de segmentação são infinitas: se você atende a diferentes buyer personas, se os assinantes chegaram até a newsletter por canais diferentes, se eles são clientes novos ou já fidelizados, e por aí vai.

Com a segmentação, você pode enviar e-mails diferentes para grupos diferentes da sua newsletter, o que torna seu conteúdo ainda mais certeiro e eficaz.

Você pode usar inclusive as enquetes para segmentar sua lista de contatos. Ao respondê-las, os assinantes expressam de forma clara que tipo de conteúdo querem receber e, a partir daí, é possível dividir a lista de acordo com as respostas dadas nas enquetes.

🚦 Seu negócio empacou? Confira nossas dicas de como dar fôlego para sua loja virtual e sair do lugar com resiliência.

5. Organize seu e-mail com seções bem definidas

Caso você precise falar de mais de um assunto no mesmo e-mail, divida o corpo do texto em seções e coloque subtítulos, de modo que os leitores possam identificar rapidamente do que cada seção se trata e ir direto para o que mais interessa a eles.

Nesses casos, uma estratégia interessante é colocar apenas resumos de cada seção, com um link que direciona o assinante para o conteúdo completo, que pode ser um artigo no seu blog ou um vídeo nas suas redes sociais. Assim, você mantém a sua newsletter mais curta e ainda pode monitorar qual conteúdo fez mais sucesso por meio dos cliques recebidos.

✍🏽 Que tal fazer um blog para seu e-commerce? Publicamos um guia de como criar um blog para ajudar você a atrair mais tráfego para sua loja e vender mais. Não deixe de conferir!

6. Tenha cuidado com as imagens da sua newsletter

Algumas empresas gostam de colocar todo o conteúdo do e-mail em uma só imagem, mas a gente já avisa que não é uma boa ideia. Em geral, os provedores de e-mail identificam a falta de texto como algo perigoso e bloqueiam a exibição. Imagina se, depois de você ter todo o trabalho de criar um e-mail bacana, seus assinantes não conseguem nem abri-lo?

Além disso, mesmo quem está ainda aprendendo como criar uma newsletter deve já se atentar para os ALT texts, que são as descrições das imagens. Essas descrições são uma mão na roda quando, por algum motivo, a imagem escolhida não é carregada para o leitor e também são um recurso fundamental de acessibilidade no e-commerce.

7. Crie e-mails responsivos

Ilustração de como criar uma newsletter mostra uma mulher diante de vários dispositivos do tamanho dela: um monitor, um laptop, um tablet e um smartphone. Todos os dispositivos mostram o mesmo site, e a mulher tenta encaixar uma imagem dentro do site que está aberto na tela do computador.

Pense em quantos e-mails por dia você abre no seu celular e não no computador. É por isso que não tem como criar uma boa newsletter sem pensar na responsividade.

Ao se preocupar em fazer um e-mail responsivo, você estará colocando a experiência do usuário em primeiro plano, o que pode resultar em mais vendas para o seu e-commerce. Não se esqueça também de levar a responsividade em conta nas landing pages e sites para os quais você quer direcionar os leitores com sua newsletter.

8. Respeite a decisão dos seus assinantes

Não é não. Se um assinante pedir para cancelar a assinatura da sua newsletter, não insista. Continuar enviando e-mails para quem já se descadastrou é desrespeitoso e pode afetar a imagem da sua marca de forma negativa.

Newsletter para e-commerce: 5 ideias de conteúdos

Agora que você já sabe como criar uma newsletter, juntamos a seguir algumas ideias de conteúdo para você ter sempre o que contar nos seus e-mails.

1. Conte histórias 🧵

Quem não gosta de ler uma boa história? O storytelling é um grande aliado das marcas em suas estratégias de marketing digital, e newsletters são o espaço perfeito para contar histórias que cativem os leitores.

Você pode usar a newsletter para contar tanto a história da sua marca quanto histórias mais pessoais, que se relacionem às dores do consumidor e estabelecer uma conexão mais profunda entre o público e o seu negócio.

2. Faça estudos de caso 🔎

Ilustração de como criar uma newsletter mostra duas pessoas diante de uma tela de computador gigante. A mulher está sentada à mesa, usando um laptop. O homem está de pé, apontando para a tela que está no fundo. Na tela, é possível ver um homem vestido de super-herói, segurando um papel onde se lê "brand". Sobre a imagem do super-herói, há quatro estrelas, em alusão à avaliação da marca.

A newsletter também é uma ótima oportunidade de mostrar casos de sucesso da sua marca. Esses casos servem como um empurrãozinho final para os leads que estão muito perto de realizar a compra.

Pense em uma loja que quer vender maquiagem online, por exemplo. Imagine o impacto que um relato positivo de uma pessoa com acne teria para quem ainda tem alguma objeção a comprar nessa loja?

3. Responda perguntas frequentes 🙋🏽

Aproveite a newsletter para responder dúvidas frequentes em relação à sua marca. Ao redigir essas respostas, tente ser o mais abrangente possível, ressaltando a proposta de valor de seus produtos.

O formato de perguntas frequentes ajuda a educar e nutrir sua lista de e-mails, pois costuma diminuir a reticência dos consumidores em comprar produtos de sua marca.

4. Atualize os leitores das novidades 📣

Ilustração mostra uma mulher, ao lado de um celular gigante. Do celular, sai um balão de notificações, com um envelope indicando que há uma notificação, em alusão à newsletter para e-commerce.

Sabe o prazer de ficar sabendo primeiro de uma fofoca? Que tal deixar seus assinantes saberem primeiro das novidades da sua empresa?

Você pode atualizar os leitores de quaisquer novidades relacionadas à sua marca ou ainda ao nicho em que você atua. Ao informar primeiro seus assinantes sobre um lançamento de produto, por exemplo, você cria um sentimento de que quem está ali na lista de e-mails é especial — e esse sentimento é fundamental para aproximar sua marca do público.

💡 Sem ideia de produtos para vender? Conheça as 17 melhores fontes de inspiração para ideias de produtos e nichos!

5. Faça recomendações personalizadas 👤

Outro tipo de conteúdo que dá aquele up nos seus e-mails de e-mail marketing é a recomendação personalizada. Em vez de mandar e-mails com um monte de produtos que não interessam tanto ao cliente, faça uso da segmentação da lista (que a gente já explicou como funciona neste guia de como criar uma newsletter) para indicar produtos diferentes para cada tipo de lead.

As recomendações customizadas têm potencial de aumentar sua taxa de cliques e até mesmo de abertura, uma vez que os leitores começarem a perceber que os e-mails não são genéricos e que há uma seleção por trás das sugestões de produtos.

Hora de disparar sua newsletter!

Ilustração de como criar uma newsletter mostra duas mão de pessoas diferentes, cada uma delas segurando um smartphone. Na tela dos smartphones, lê-se a palavra "news".

Esperamos que este guia sobre como criar uma newsletter tenha inspirado você a começar!

E aqui vai uma dica final: você dificilmente vai acertar de primeira. Ajustes são necessários em qualquer ação de marketing. Com o tempo você vai dominar a arte das newsletters, assim como a arte das vendas online. Ouça seu público, compartilhe seu conhecimento e não tenha medo de testar coisas novas.

Como criar uma newsletter: resumo

Newsletters são e-mails enviados com certa periodicidade para uma lista. Os principais benefícios da newsletter para e-commerce são: ganhar acesso direto ao público, desenvolver uma relação mais próxima com o público-alvo e aumentar as conversões.

Este é o passo a passo de como criar uma newsletter: defina os objetivos e o tema da newsletter, escolha uma ferramenta de e-mail marketing, decida o conteúdo da newsletter, crie um layout para os e-mails, envie um e-mail de teste e envie sua newsletter.

Em seguida, é fundamental avaliar o desempenho dos e-mails para obter resultados mais satisfatórios.

Separamos algumas dicas de como criar uma boa newsletter: envie um e-mail de boas-vindas para novos assinantes, envie e-mails com conteúdo relevante para seu público-alvo, peça feedback dos assinantes para criar conteúdos mais interessantes, segmente sua lista de e-mails, organize seus e-mails em seções para facilitar a leitura, crie e-mails responsivos e não envie e-mails para quem se descadastrou da sua newsletter.

Perguntas frequentes sobre como criar uma newsletter

Como se faz uma newsletter?

O passo de como criar uma newsletter é o seguinte: 1) defina os e o tema da newsletter; 2) escolha uma ferramenta de e-mail marketing, decida o conteúdo da newsletter, crie um layout para os e-mails, envie um e-mail de teste e envie sua newsletter.

Como criar uma newsletter grátis?

As principais ferramentas de e-mail marketing permitem criar uma newsletter grátis. O único porém é que, em geral, essas ferramentas estabelecem um limite de pessoas para sua lista de contatos. Para quem está aprendendo como criar uma newsletter, no entanto, é um ótimo lugar para começar.

Como criar uma boa newsletter?

Envie e-mail de boas-vindas aos assinantes novos, selecione bem o conteúdo da sua newsletter, peça feedback dos assinantes, segmente a lista de e-mails, organize o layout dos e-mails para a leitura ser mais fácil e faça e-mails responsivos.

Quer saber mais?


Which method is right for you?Sobre a autora

Bianca Freitas é copywriter, escritora e editora-chefe do blog da Shopify em português do Brasil. Adora aprender mais sobre marketing e e-commerce, além de ser apaixonada por livros e cachorros.

Você tem dúvidas sobre a Shopify?

Fale com a nossa Central de ajuda

Tópicos:

Quer abrir uma loja virtual?