Blogs da Shopify

Como fazer uma análise SWOT: estratégias, modelos e exemplos práticos

swot analysis of the internal and external forces that affect your business

Administrar um negócio está longe de ser simples. Com tantas tarefas e setores demandando atenção a todo momento, é fácil se deixar levar pelos detalhes e acabar perdendo a noção do todo. Se você quer garantir uma vida longa e próspera para o seu e-commerce, o jeito é reservar um momento de vez em quando e analisá-lo por uma perspectiva mais ampla.

É exatamente essa a função da análise SWOT: ajudar você a avaliar o potencial do seu e-commerce, seja na fase inicial ou em um empreendimento mais estruturado. Além de mostrar a quantas anda o seu desempenho atual, a análise SWOT permite fazer previsões de curto e longo prazo, identificando as possibilidades que os próximos dias, meses e anos reservam para você.

Template Icon

Dicas e orientações para o seu e-commerce

Quer ter acesso a uma infinidade de recursos, ferramentas e dicas para a sua loja virtual? Não deixe de ler os artigos do nosso blog!

Leia os artigos

O que é a análise SWOT?

Embora o nome possa remeter a uma estratégia contábil intimidadora, a análise SWOT não é tão desafiadora assim. Fazer uma análise SWOT não envolve cálculos nem técnicas complexas, e seus resultados são úteis para qualquer tipo de e-commerce.

A análise SWOT relaciona os pontos fortes e fracos do seu e-commerce por uma perspectiva interna e externa, identificando também as ameaças e oportunidades do mercado. A sigla tem origem em termos do inglês, e também é conhecida como análise FOFA em português:

  • S- Forças (Strengths)
  • W- Fraquezas (Weaknesses)
  • O- Oportunidades (Opportunities)
  • T- Ameaças (Threats)

Em suma, esses elementos servem para compor uma grande lista que nos força a pensar no futuro: você sabe o que está acontecendo hoje, mas e amanhã? Esse processo analítico permite entender o que o futuro reserva para o seu e-commerce e se planejar para o que está por vir.

Fatores SWOT Positivos Negativos 
Internos Forças Fraquezas
Externos Oportunidades Ameaças

As forças e fraquezas são fatores internos, enquanto as oportunidades e ameaças são fatores externos. Como o nome indica, os fatores internos derivam do seu e-commerce, e os fatores externos surgem do ambiente em que ele está inserido.

As forças e fraquezas se concentram principalmente no presente, e as oportunidades e ameaças estão mais relacionadas ao futuro. Em outras palavras, estamos falando da diferença entre “o que está acontecendo” e “o que pode vir a acontecer.

As forças e fraquezas estão sempre sob o seu controle. Isso não quer dizer que controlar esses fatores seja fácil, mas sim que é possível adaptá-los ao longo do tempo. Veja alguns exemplos de forças e fraquezas da matriz SWOT:

  • Cultura organizacional;
  • Reputação;
  • Lista de clientes;
  • Localização geográfica;
  • Equipes;
  • Parcerias;
  • Propriedade intelectual;
  • Ativos.

Por outro lado, as oportunidades e ameaças costumam estar fora do seu controle. Você pode até tentar se planejar ou extrair algo positivo desses fatores, mas os resultados não dependerão inteiramente de você. Por exemplo:

  • Regulamentação;
  • Fornecedores;
  • Concorrência;
  • Economia;
  • Mercado;
  • Tendências;
  • Finanças;
  • Condições meteorológicas.

    Quem precisa fazer análises SWOT?

    A resposta é simples: todo mundo. Seja para lançar um produto em uma loja nova ou administrar um empreendimento de sucesso, qualquer pessoa que assume o comando de um e-commerce deve fazer análises SWOT regularmente.

    Para quem está começando agora ou está na fase de planejamento, a avaliação minuciosa de uma análise SWOT é uma grande vantagem competitiva. Com ela, será possível chegar ao ponto de equilíbrio do e-commerce e vislumbrar um panorama muito mais realista da empresa. Se o seu e-commerce ainda precisa de financiamento, não deixe de incluir essas análises no seu plano de negócios.

    Empresas já estabelecidas devem fazer ao menos uma análise SWOT por ano, como uma espécie de avaliação geral. Com essas informações, será possível tocar o seu e-commerce sem problemas, prever os possíveis percalços, trabalhar nas melhorias necessárias e tomar decisões mais inteligentes ao longo dos meses. Além disso, fazer uma análise SWOT por ano ajudará a manter você sempre em contato com todas as áreas da empresa, com os clientes e com o seu setor de atuação.

    Como fazer uma análise SWOT

    As análises SWOT dispensam conhecimentos científicos ou técnicos avançados, e também não há como avaliar se a análise de uma empresa foi boa ou não. A ideia não é fazer previsões exatas, e sim pensar em formas de planejamento. No fim das contas, tudo dependerá da sua capacidade de observar e relacionar fatores internos e externos que possam influenciar o seu e-commerce. 

    Etapa 1: reúna as pessoas certas

    Embora as decisões mais importantes de uma empresa sejam tomadas por pessoas que ocupam cargos altos, toda ajuda é sempre bem-vinda em uma análise SWOT. Ter o máximo possível de opiniões, mesmo de quem não conhece a parte estratégica do seu e-commerce, será importante para compor um panorama um pouco mais preciso.

    Além disso, envolver seus funcionários na análise SWOT pode aumentar a adoção das decisões que você tomar. Até mesmo seus clientes podem ser uma boa fonte de informações, não esqueça de envolvê-los também.

    Etapa 2: faça uma reunião de brainstorming

    Depois de montar a equipe, organize uma sessão de brainstorming com todos os integrantes. Vocês podem listar as forças, fraquezas, oportunidades e ameaças juntos, se a equipe for pequena, ou criar as listas individualmente em caso de equipes maiores.

    Inclua tudo o que você conseguir pensar em todas as categorias. Não se preocupe com a relevância agora, a ideia neste momento é ter o máximo possível de informações. Anote tudo o que vier à cabeça!

    Etapa 3: preencha as lacunas da lista

    Depois de relacionar as ideias dos integrantes da equipe em quatro grandes listas, é hora de preencher as lacunas com informações complementares. Procure ver esse momento como uma chance de todos vocês fazerem as perguntas que determinarão a relevância da matriz SWOT.

    Peça para todos os integrantes escolherem os três itens mais importantes de cada categoria. Esse exercício provavelmente revelará um padrão entre os elementos destacados, mostrando quais deles merecem atenção imediata.

    Não se preocupe se você decidiu fazer a análise SWOT sem envolver outras pessoas. Nesse caso, provavelmente você conhece o seu e-commerce como ninguém e já tem uma boa noção do que precisa ser levado em conta.

    Template Icon

    Encontre um produto para vender hoje mesmo!

    Quer abrir uma loja virtual, mas ainda não sabe o que vender? Com a ajuda do nosso guia gratuito e completo, você encontrará produtos com grande potencial de vendas.

    Baixe o guia grátis

    31 perguntas para orientar a análise SWOT

    Individualmente ou em grupo, nem sempre é fácil começar uma sessão de brainstorming. Para dar um empurrãozinho se você ou a sua equipe não conseguirem começar, listamos algumas perguntas que podem ajudar a sair da estaca zero. Ainda que nem todas elas se apliquem diretamente à sua loja virtual, leia do início ao fim para não esquecer nada importante.

    Forças

    Como já vimos, as forças são fatores internos positivos que afetam o desempenho do seu e-commerce. Mesmo que seja difícil mudar suas forças, elas estão sob o seu controle:

        • Somos bons em quê?
        • Somos os melhores em quê?
        • Qual é a nossa vantagem competitiva?
        • Qual é o nosso diferencial?
        • Quais recursos temos à nossa disposição?
        • Quais são as vantagens do nosso e-commerce?
        • Quais vantagens oferecemos aos nossos funcionários?
        • Quais são os ativos mais importantes do nosso e-commerce?
        • Do que os nossos clientes mais gostam em nós?

    Fraquezas

    As fraquezas são fatores internos negativos que afetam o desempenho do seu e-commerce. Mesmo que seja difícil mudar suas fraquezas, elas estão sob o seu controle:

        • Não somos bons em quê?
        • O que a concorrência faz melhor do que nós?
        • Nossos clientes reclamam de quê?
        • Quais desvantagens a nossa equipe enfrenta?
        • O que impede o nosso desenvolvimento?
        • Estamos em falta de quais recursos?
        • Poderíamos melhorar em quais aspectos?

    Oportunidades

    As oportunidades são fatores externos que podem afetar positivamente o seu e-commerce. Mesmo que estejam fora do seu controle, você pode tirar algum proveito delas:

        • Quais mudanças regulamentares poderiam nos ajudar?
        • As transições do mercado são favoráveis a nós?
        • A economia atual vai nos afetar positivamente?
        • Quais oportunidades nós ainda não aproveitamos?
        • Que novas oportunidades estão surgindo?
        • O custo das nossas mercadorias está caindo?
        • Como podemos adquirir outros recursos úteis?

    Ameaças

    As ameaças são fatores externos que podem afetar negativamente o seu e-commerce. Mesmo que estejam fora do seu controle, você pode criar um plano de contingência para minimizar os danos potenciais:

        • Quem são os nossos concorrentes?
        • Quais empresas novas poderiam nos ameaçar?
        • Nossa fatia de mercado está diminuindo?
        • As mudanças do setor poderiam nos impactar negativamente?
        • O custo das nossas mercadorias está aumentando?
        • Há escassez de algum recurso essencial para nós?
        • As mudanças da regulamentação poderiam nos prejudicar?
        • Nosso fabricante é confiável?

    O segredo de uma análise SWOT eficaz

    Quem assume o comando de um e-commerce está sempre lidando com várias questões, e tomar decisões difíceis sobre a alocação de recursos é inevitável. Qualquer que seja o nível de maturidade do seu empreendimento, você precisa escolher para onde direcionar a atenção, e a análise SWOT ajuda a fazer isso com sabedoria.

    Etapa 4: refine suas listas

    Refine as listas obtidas na reunião de brainstorming de modo que todos os itens caibam em uma página, organizados em uma tabela 2x2 (há um exemplo mais adiante). Procure ordenar esses dados com base em dois critérios: o nível de impacto do item e a probabilidade de ele acontecer.

    Por exemplo, depender de apenas um cliente para gerar a maior parte da sua receita é uma fraqueza de grande impacto. Mesmo sabendo que não perderá o cliente, esse cenário deixa você em uma posição muito vulnerável. Outro exemplo: ainda que as suas despesas de aluguel não sejam uma preocupação agora, é preciso se planejar alguns meses antes do período de renegociação para um possível aumento.

    Mesmo depois de refinar a sua matriz SWOT, guarde todas as listas para referência futura. O que não é tão importante hoje pode ser imprescindível amanhã, e você precisa estar ciente dessa possibilidade. Com as listas guardadas, você sempre poderá consultá-las ou reorganizar os itens conforme as mudanças que o seu e-commerce vier a enfrentar.

    Etapa 5: crie estratégias

    Para cada item da sua lista final, trace uma estratégia que explore as vantagens e oportunidades, lidando com as fraquezas e ameaças. Essas estratégias iniciais não precisam ser complexas nem avançadas, você pode desenvolvê-las em outro momento. Por ora, basta criar um plano de ação abrangente.

    Lembre-se também de que fatores diferentes podem ser combinados para gerar equilíbrio. De que maneira você pode usar seus pontos fortes para melhorar os pontos fracos? Como explorar as oportunidades para neutralizar as ameaças? Você consegue aprimorar seus pontos fortes para aproveitar melhor as oportunidades? Alguma fraqueza deve ser priorizada para evitar uma ameaça?  

    What Is SWOT Analysis?
    Dica: se você quiser abrir uma loja virtual e usar a Shopify como a plataforma do seu e-commerce, clique aqui para dar os primeiros passos.

    Modelo de análise SWOT

    Para explorarmos um pouco mais o conceito de matriz SWOT, vamos usar o exemplo de um e-commerce que vende camisas personalizadas. Embora vários outros itens tenham surgido na reunião de brainstorming, estes foram considerados os mais importantes.

    Forças

    • Camisas de fabricação local agilizam o atendimento.
    • Clientes frequentes promovem a loja.
    • Boa classificação nos
      mecanismos de pesquisa.

    Fraquezas

    • O preço de camisas de fabricação local não é competitivo.
    • Custos mais altos, menos opções de tecidos (custos de estoque).
    • Os clientes não gostam de tirar as próprias medidas.

    Oportunidades

    • Usar a tecnologia para simplificar o processo de medida.
    • Usar canais de publicidade paga, como Instagram e Pinterest.
    • Roupas personalizadas são uma tendência de mercado.

    Ameaças

    • Vários concorrentes estão baixando os preços.
    • Dificuldade de acessar o site em dispositivos móveis, e o tráfego tem sido maior nesses dispositivos.
    • A valorização da moeda nacional pode reduzir as vendas internacionais.

    Se esse fosse o seu e-commerce, pense nas estratégias que você poderia traçar com base nas informações da lista. Não há respostas certas ou erradas, não se preocupe com isso; apenas explore todas as possibilidades!

    Análise SWOT: 6 cenários de uso prático

    O mais importante da matriz SWOT é saber usar as informações obtidas na lista. Para ajudar você a pensar estrategicamente, veja seis cenários de exemplo e suas respectivas possibilidades de decisão.

    Cenário 1: seu contrato de aluguel está prestes a vencer e você precisa negociar o reajuste. Como o bairro do imóvel está mais valorizado, você teme o aumento do preço.

    Estratégia 1: invista em vendas online para mitigar parte do risco.

    Cenário 2: você depende de uma matéria-prima muito requisitada e os preços estão cada vez mais altos.

    Estratégia 2: proponha um contrato de cinco anos para garantir o fornecimento a um preço mais baixo.

    Cenário 3: você tem um excedente de fluxo de caixa e uma quantia extra disponível.

    Estratégia 3: reserve um valor fixo para emergências e invista o restante em iniciativas de desenvolvimento do e-commerce.

    Cenário 4: sua cultura organizacional é negativa, e o desempenho dos funcionários tem estado aquém das expectativas.

    Estratégia 4: contrate uma consultoria de RH para reverter esse quadro.

    Cenário 5: a maior parte do tráfego do seu e-commerce vem dos mecanismos de pesquisa. Se o algoritmo mudar e o seu site perder o destaque, você corre o risco de não aproveitar as oportunidades.

    Estratégia 5: invista em outras fontes para diversificar o tráfego, como as redes sociais ou os meios de publicidade paga. 

    Cenário 6: todos os dados da empresa estão no seu notebook. Em caso de perda ou roubo, você perderia tudo.

    Estratégia 6: instale um programa de backups automáticos e invista em um seguro para o seu notebook.

    Fazer análises SWOT regularmente vai manter você em contato com todas as áreas da sua empresa, com os clientes e com o seu setor de atuação. Acima de tudo, esse processo ajuda a garantir a estabilidade do seu e-commerce em meio às turbulências do mercado.

    Depois de pensar e avaliar cuidadosamente os itens mais importantes da sua matriz SWOT, elabore um plano de ação, arregace as mangas e mãos à obra!


    Which method is right for you?Sobre a autora

    Carolina Walliter é escritora, tradutora e intérprete de conferências e, em parceria com a Shopify, faz a curadoria e a localização de conteúdo para o blog da Shopify em português do Brasil.

    Post original em inglês: Casandra Campbell

    Tradução e localização: Mitsue Siqueira

    Você tem dúvidas sobre a Shopify?

    Escreva um e-mail para a nossa equipe de atendimento em português!

    atendimento@shopify.com

    Tópicos: